Wagner da Silva
Braço do Norte

Em vez de executar uma obra, a compra de um imóvel foi a solução encontrada pelos vereadores de Braço do Norte para concretizar uma das principais metas: ter uma estrutura própria para o legislativo. A nova sede fica na rua Nereu Ramos, próximo à Moldurarte. A pré-inauguração será hoje, às 20h30min, quando ocorre a assinatura da compra. Mesmo assim, no prédio passará a funcionar a câmara somente a partir de março do próximo ano.

A construção da sede própria do legislativo é um projeto discutido desde 2005. Desde então os vereadores procuravam meios de economizar para adquirir o terreno onde seria erguido o prédio. Até o momento, a câmara havia guardado R$ 850 mil. Recentemente, a compra da área foi efetuada e custou R$ 125 mil. Ainda, outros R$ 75 mil foram investidos na execução de projetos.

A obra custaria quase R$ 2 milhões e os vereadores perceberam que juntar este dinheiro seria muito dificultoso, principalmente porque o prazo para pagamento extrapolaria a previsão orçamentária. Outro ponto levado em conta está no trâmite, em nível nacional, de um projeto de lei onde é prevista a redução de 50% no repasse para os legislativos.

Em busca de uma nova alternativa, a opção ‘caiu do céu’ quando o empresário Daniel Dzegar ofereceu um imóvel, no valor de R$ 1,15 milhão. O edifício comercial com designer moderno possui apenas três anos de uso e é composto por três andares em alto padrão e tem elevador. Um total de 749 metros quadrados de área construída.

Forma de aquisição
O edifício será adquirido em três etapas. O legislativo efetuou o pagamento da primeira parte, no valor de R$ 350 mil, em novembro. A segunda, no valor de R$ 300 mil, será depositada hoje e a terceira etapa será paga em nove parcelas.
Atualmente, a câmara gasta R$ 2 mil por mês com aluguel. Outro beneficio é que o edifício já está mobiliado, com móveis para escritório, copa e cozinha completas. Com o dinheiro economizado com a manobra, os antigos equipamentos deverão ser substituídos por novos e mais modernos.