Braço do Norte

Após ter o plano de carreira aprovado recentemente pela câmara de vereadores, a educação de Braço do Norte está prestes a estabelecer as diretrizes para a rede municipal de ensino, a primeira das duas etapas de um processo de adequação às políticas e às metas nacionais da educação. O processo prevê o cumprimento dos compromissos previstos em 28 metas, firmados através de um termo de adesão entre o Ministério da Educação e o município. A segunda fase será a confecção dos cadernos metodológicos.

Representantes das unidades escolares da rede municipal (fundamental e infantil) reuniram-se quinta-feira, na escola Atílio Ghisi, Lado da União, para realizar junto com o professor Pedro Valmir de Borba, consultor do MEC/Unesco, a elaboração do texto que será transformado em documento.
“Para elaborarmos o plano de diretrizes, centramos as principais idéias retiradas da Terceira Jornada, que teve a participação de todos os professores”, explica Rosane Alberton Cunha, diretora do departamento de ensino fundamental do município.

Os trabalhos produzidos durante a jornada e as discussões fazem parte do processo de elaboração das diretrizes curriculares da rede municipal, que será oficializada em outubro e deverá ser seguida nos próximos anos. “Não há tempo hábil este ano para a implantação das novas diretrizes. O importante é estabelecermos essa política, de maneira democrática, participativa, dentro de princípios pedagógicos humanistas, críticos, respeitando os aspectos e características locais e com a participação de todos os professores”, destacou.

Entusiasmada com a evolução da educação braçonortense nos últimos anos, Rosane vê com otimismo o futuro da educação e ressalta os resultados já obtidos. “Quando iniciamos a atual gestão, Braço do Norte seguia a política do estado. Agora, nosso Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb) subiu de 4,2 para 5,0. É um fato a se comemorar se levarmos em conta que a meta do governo federal é atingir, até 2021, o índice de 6,0, mesmo alcançado nos países desenvolvidos”, compara.