Uma das equipes do consórcio Blokos/Emparsanco/Araguaia atua no trevo de acesso ao município.
Uma das equipes do consórcio Blokos/Emparsanco/Araguaia atua no trevo de acesso ao município.

Zahyra Mattar
Capivari de Baixo

O lote 25 da duplicação da BR-101, entre Capivari de Baixo e o acesso sul à praia de Itapirubá, em Laguna, sob responsabilidade do consórcio Blokos/Emparsanco/Araguaia, era considerado um dos mais atrasados. Foram meses até o aglutinado de empresas conseguisse retomar as obras. Agora, a quantidade de pontos atacados surpreende quem passa pelo trecho.

Já tem até uma obra de arte especial pronta e liberada: trata-se da passagem inferior de acesso ao núcleo de Moradia, no quilômetro 300, em Laguna. Uma das obras mais reivindicadas pela população, a rede de drenagem na região do trevo de acesso a Capivari de Baixo, também foi iniciada.
Na época de chuvas fortes, a falta da rede fazia com que não apenas a água da chuva, mas também o esgoto, invadisse as casas às margens da rodovia. O atendimento de ocorrência pelo Corpo de Bombeiros também estava prejudicado já que parte da rua ficou transformada em um lago.

Os trabalhos neste ponto iniciaram esta semana e devem terminar em breve. Em seguida, iniciará a construção do viaduto duplo (é igual ao feito no trevo central em Tubarão, na avenida Patrício Lima). Paralelamente, até o fim do ano, a passagem inferior de acesso ao Estreito, em Laguna, deve estar pronta. Ontem, os trabalhadores efetuavam a terraplenagem e a instalação de placas de montagem dos taludes para iniciar o aterro das cabeceiras de acesso.
No próximos dias, o acesso à praia do Sol, também em Laguna, deverá estar liberado. Ontem, outra equipe tratava do asfaltamento sobre a passagem inferior no trecho. A previsão de término total das obras do lote 25 é o fim do próximo ano.