Dezenas de bandidos fortemente armados explodiram o muro do Penitenciária Estadual de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta terça-feira (11). A administração do presídio estima que 28 presos fugiram. Durante a ação, ruas e rodovias de acesso ao presídio foram bloqueadas e houve uma intensa troca de tiros entre bandidos e policiais militares.

Apesar do caos, ninguém ficou ferido durante a ação criminosa. O coronel Hélio de Oliveira Manoel, secretário especial de Administração Penitência, afirmou que foi uma ação orquestrada. “Eles bloquearam rodovias. Pela forma que tudo aconteceu, podemos dizer que o número de arrebatados foi até pequeno, já que havia uma galeria com mais de 120 presos”, afirma.

Para a fuga, foi aberto um buraco com explosivos por parte dos marginais. “Foi feita esta explosão para fazer uma passagem. Um buraco  foi aberto que os bandidos fugissem. Agora, nossas equipes estão fazendo buscas nas regiões para localizar os presos que escaparam”, conclui.