O advogado Paulo de Carvalho Souza, 42 anos, finalmente se rendeu, após ficar encurralado na sacada de seu apartamento por cerca de 24 horas. Ele ameaçava se jogar do 7º andar. O homem matou a namorada, a também advogada Lucimara Stasiak, de 29 anos, na última quinta-feira (28) durante uma briga. Ele deferiu diversos golpes de faca, em um suposto surto psicótico. À polícia, disse que pensou que estava esfaqueando aranhas.

Ele manteve o corpo escondido até o assassinato ser descoberto nesta terça-feira (2), quando levantou suspeitas ao transportar diversos pacotes de gelo para dentro do apartamento. O síndico acionou a policia, e desde então, Paulo permaneceu encurralado na sacada do apartamento até às 18h desta quarta-feira (3).

Havia ainda a suspeita de que o homem tivesse esquartejado a mulher, com o propósito de se livrar mais facilmente do corpo, mas a informação não foi confirmada. Os policiais viram o corpo de Lucimara jogado no sofá, com diversas facadas.

O corpo de Lucimara está no IML de Balneário Camboriú e a família aguarda liberação para fazer a cremação em Blumenau.