Uma das sobreviventes do massacre na Escola Raul Brasil, em Suzano, recebeu alta do Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, nesta quinta-feira (14). Agora, Letícia de Mello Nunes, de 15 anos, pretende retomar o sonho de um dia cursar astronomia.

“Não é porque aconteceu isso na escola que meu sonho destruiu. Não. Vai continuar”, diz. “Queria muito me formar em astronomia. Eu gosto de estudar isso desde pequeninha. É algo grande, mas pra Deus nada é impossível”

A bala atravessou a região lombar de Letícia, que na hora do ataque não percebeu que tinha sido atingida. O que chamou atenção dela foi a conversa entre os criminosos durante o massacre. “Ele falava para ir pra outro lugar, pra matar outras pessoas, não só a gente que estava ali”, contou a jovem.

A mãe comemora ter a filha de volta à casa. “Com certeza é um alívio, primeiramente de Deus, primeiro lugar Ele, que protegeu ela porque poderia estar com as outras mães chorando”, diz a mãe Valéria.

Mesmo com as terríveis lembranças, Letícia só pensa em agradecer. “Eu vi um versículo na bíblia, Salmos 91, 7, que diz: mil cairão ao teu lado e 10 mil à sua direita, mas tu não será atingido e eu vivi isso . E foi isso que aconteceu comigo. Eu me inspiro muito nisso”, diz emocionada.