Zahyra Mattar
Tubarão

A Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) é uma jovem leoa. As garras e os dentes são afiados. O faro para buscar conquistas as cidades que a formam é sempre aguçado. E, assim como a leoa, os gestores que emprestam sua bandeira à entidade são persistentes e bravos caçadores.

Nestes 40 anos de história, uma longa história, como bem pontua o atual presidente e prefeito de Santa Rosa de Lima, Celso Heidemann (PP), a Amurel foi a mãe de conquistas há anos perseguidas pelos gestores. Uma delas, por exemplo, é o aumento de um ponto percentual no Funda de Participação dos Municípios (FPM).

“Vencemos muitos desafios. Hoje, o maior deles é em prol do Movimento Municipalista. Os prefeitos têm dificuldades para administrar com tão pouco, especialmente nos setores da saúde e na busca de recursos. A luta é para haver uma distribuição mais justa dos recursos, afinal, é nas cidades que as coisas ocorrem. E seremos incansáveis em buscar nossa parte no bolo do governo federal. É nosso por direito”, determina Heidemann.

Assim como a natureza, a Amurel também tratou de evoluir ao longo dos anos. Hoje, além de prestar serviços de assessoria jurídica, em projetos de engenharia e contábeis às prefeituras, a instituição está à frente de grandes obras, como o Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, a rodovia Serramar, a Ferrovia Litorânea e melhorias nos portos de Laguna e Imbituba. E isto só para citar algumas das bandeiras que levam, também, o símbolo da Amurel.