A estudante Thais Gomes Teixeira, de 26 anos, no sétimo semestre do curso de Jornalismo da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), é a única representante do estado de Santa Catarina na 12ª edição do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, do Instituto Vladimir Herzog. Foram 276 estudantes de Jornalismo de todo o Brasil selecionados para concorrer ao prêmio nacional, que ao fim de 2020 vai eleger a melhor reportagem multimídia sobre a pandemia do coronavírus no país.

Na primeira fase, os estudantes inscritos assistiram a quatro conferências online com alguns dos maiores nomes do jornalismo brasileiro. Na segunda fase, que começa nesta semana, os estudantes são divididos em 10 grupos. Eles terão mentoria online de jornalistas renomados no processo de elaboração da reportagem multimídia. A melhor produção levará o prêmio, um dos mais importantes na área de jornalismo.

Todo o processo é feito de forma remota, devido à pandemia do novo coronavírus. “As vagas abriram em agosto, vi pelo site da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). Me inscrevi e deu certo”, conta a jovem que afirma estar muito ansiosa.

“Como são pessoas de várias cidades e estados e nunca fiz nenhuma produção em conjunto com tanta gente envolvida, vai ser uma experiência totalmente nova e diferente para mim”, conta. O grupo de Thais conta, ainda, com jovens jornalistas de São Paulo, Rio de Janeiro, Sergipe, Paraíba, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso e Pernambuco.

Para a Unisul, ter uma aluna representando a universidade e a cidade em um prêmio tão importante é motivo de satisfação. “A participação da estudante Thaís no Prêmio, além de nos encher de orgulho por ela ter sido a única catarinense selecionada, demonstra o quanto vale à pena não aguardar o pós-formatura para participar de concursos, congressos, festivais etc. Nossos estudantes estão muito bem preparados, possuem ampla bagagem teórica e prática. Além disso, nosso estágio obrigatório possui acompanhamento diário dos professores do curso”, comenta a coordenadora do curso de Jornalismo Helena Cerquiz Santos Neto.

A estudante, que é natural de Rio Branco (AC) mas mora em Santa Catarina há dez anos, entrou na Unisul em 2011 e saiu em 2015, mas voltou em 2019 à instituição. Ela tem experiência na área de comunicação, tendo estagiado em locais como o jornal Notícias do Dia, o Ministério Público de Santa Catarina e a própria revista da Unisul.

“Semestralmente, temos produtos práticos produzidos como resultado da compreensão do que é discutido ao longo do semestre. Ou seja, desde o início do curso os alunos possuem portfólio de grande qualidade disponível para participar desses eventos, o que com certeza faz toda a diferença no mercado de trabalho, pois o curso passa a ser uma vitrine mesmo durante a formação e pode estabelecer contatos muito estratégicos, fortalecendo o network do estudante”, conclui a coordenadora Helena.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul