Padre Edison conta que passou por um intenso momento de oração para amenizar a dor de um período difícil e agora se diz abençoado com a cura
Padre Edison conta que passou por um intenso momento de oração para amenizar a dor de um período difícil e agora se diz abençoado com a cura

 

Lily Farias
Tubarão
 
Com cirurgia pré-agendada para a próxima quarta-feira para a retirada de um nódulo nas cordas vocais, padre Edison Müller cancelou a intervenção, na segunda-feira. Isso porque o exame pré-operatório apontou o desaparecimento da saliência. Hoje, ele tem motivo para comemorar, mas há dois meses a notícia lhe deixou preocupado e com medo de não poder fazer uma das coisas que mais gosta: cantar.
 
Em busca de tratamento, o padre procurou uma equipe médica e recebeu a indicação de que a cura se daria apenas por cirurgia, devido o nódulo ser grande. “Eles foram enfáticos, não teria jeito, sem remédios ou outras possibilidades”, relata.
 
Foi então que decidiu ter acompanhamento de uma fonoaudióloga para continuar o seu trabalho sem ter tantas dificuldades na fala. “Fiquei praticamente sem voz, não conseguia mais afinação para cantar, mas ao mesmo tempo queria continuar minha vida normalmente”, conta.
 
A cura ocorreu gradativamente e por si só, diz o padre, que há cerca de 20 dias começou a sentir uma melhora para se comunicar. “Percebi que a voz estava voltando ao normal cada dia que passava. Até chegar o dia do exame pré-operatório, quando o médico garantiu não haver mais nada. Chegamos a refazer o exame. Agora, estou aliviado, é assim que me sinto”, desabafa.
 
Padre Edison é diocesano em Tubarão, trabalha na Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus, no bairro Passagem. É cantor, compositor e tem oito CDs gravados.
 
Festa do Divino Pai Eterno em Tubarão
Padre Edison Müller decidiu fazer a cirurgia no dia 8 de agosto porque neste domingo haverá a festa do Divino Pai Eterno, e ele está envolvido com a organização. “Eu teria que ficar 30 dias sem poder falar, seria inviável para mim”, relata. 
A festa ocorrerá em Tubarão, a cidade irá receber a imagem da Peregrina do Divino Pai Eterno. A missa será presidida pelo padre Robson de Oliveira, reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, e está marcada para começar às 17h30min, na Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, na avenida Marcolino Martins Cabral,  no bairro Passagem.
Fiéis devotam o Divino Pai Eterno há mais de 170 anos. E desde janeiro de 2011 a imagem percorreu todo o Brasil cerca de 250 mil quilômetros com a proposta de evangelizar e agregar mais devotos. “Esta é uma forma de fazer com que as pessoas renovem sua fé com Deus”, finaliza.
 
Quando a fé move milagres 
Assim que descobriu o nódulo nas cordas vocais, padre Edison Müller sabia que teria de enfrentar a mesa de cirurgia. A partir de então, passou a fazer orações intensas, com a finalidade de passar tranquilamente pelo período que considerou ser um dos mais conturbados de sua vida. 
“Quando orava, pedia um alívio a minha dor, mas fui abençoado com a cura. É importante que as pessoas se lembrem que Deus está presente nas nossas vidas, não importa em que momento nem de que forma”, destaca.