#Pracegover foto? na imagem há uma mulher grávida com a mão na barriga, na outra mão uma maça e frutas na mesa
#Pracegover foto? na imagem há uma mulher grávida com a mão na barriga, na outra mão uma maça e frutas na mesa

O período da gestação é um momento muito importante para as mães, além da delicadeza de carregar um bebê, é necessário também ter uma série de cuidados para se manter saudável e forte durante os nove meses e também após o nascimento da criança. Por isso, uma das principais preocupações nesses momentos é com a alimentação.

Dr. Gustavo Feil, médico nutrologista, oferece algumas dicas relacionadas à alimentação de gestantes nesse período. “Ouvimos dizer que grávidas devem comer em dobro, porque estão comendo por duas pessoas, mas é fundamental ter em mente que a nutrição deve ser feita de forma balanceada. Não se trata apenas da quantidade, mas principalmente da qualidade”, ele conta.

A gestação, esse momento único na vida de uma mulher, naturalmente faz com que ocorra uma baixa no sistema imunológico e por conta disso a alimentação equilibrada e rica em nutrientes é imprescindível para uma gravidez saudável e, consequentemente, uma excelente formação fetal.

Segundo o Dr. Gustavo, alguns alimentos são essenciais nesse momento. Alimentos do grupo dos cereais como o arroz e o milho devem permanecer na dieta, e os tubérculos como batatas e mandiocas, que são ricos em fibras e vitaminas devem ser incluídos no cardápio da gestante. “O famoso feijão com arroz deve ser mantido, juntos formam um alimento altamente nutritivo, contendo proteínas, cálcio, magnésio, vitaminas do complexo B, fibras e carboidratos que além de nutrir geram uma sensação de saciedade”, ele ressalta.

Os vegetais também são importantes: os de cor verde-escura são uma boa opção, isso porque são ricos em ácido fólico, cálcio e ferro, nutrientes básicos para a formação dos ossos e do cérebro do bebê, além de prevenir doenças congênitas. Entre esses vegetais estão o brócolis, a couve-manteiga, espinafre e o agrião que, juntamente com as frutas e legumes, contribuem para uma alimentação saudável.

As proteínas são indispensáveis, pois auxiliam no crescimento do feto, da placenta e dos tecidos maternos. Para o médico, é interessante que a gestante opte pelas proteínas de fonte animal e as carnes magras. Esse nutriente é encontrado nas carnes vermelhas, frango, peixes e ovos. “É ideal evitar ingerir carnes e peixes crus, pois esses alimentos podem conter bactérias prejudiciais à gestação, em especial a Toxoplasmose, parasita que pode gerar inúmeros problemas ao feto”, Dr. Gustavo ressalta.

Alguns outros alimentos também devem ser evitados, como aqueles que contêm excesso de gorduras e sódio. Entre eles estão os embutidos: salsichas, linguiças, presuntos, queijos amarelos e alimentos industrializados, isso porque eles podem potencializar o aparecimento da pressão alta e outras complicações. Bebidas alcoólicas também devem ter o consumo interrompido nesse período, pois o uso pode gerar problemas cardíacos, retardo no crescimento e malformações no feto.

Dr. Gustavo ressalta que o prato de uma gestante deve ser diversificado e colorido. “As carnes e peixes devem ser sempre muito bem assados, cozidos ou fritos e os ovos bem cozidos. Nós recomendamos que as frutas e verduras estejam sempre bem lavadas e sejam consumidas sem cascas”, ele finaliza.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Gustavo Feil