O ministro Alexandre de Moraes, durante sessão de julgamento sobre limite para compartilhamento de dados fiscais

Fontes do STF (Supremo Tribunal Federal) explicaram ao Blog do Nolasco, do R7, quais devem ser os próximos passos da polêmica envolvendo o depoimento de Jair Bolsonaro. O presidente da República não compareceu ao depoimento marcado pelo ministro Alexandre de Moraes e teve um novo recurso recusado pelo ministro do Supremo.

Agora, o STF aguarda a comunicação da Polícia Federal que vai relatar os argumentos apresentados pelo ministro da AGU (Advocacia-Geral da União). Bruno Bianco compareceu à sede da Polícia Federal. Ao receber essas explicações, Alexandre de Moraes deve remarcar a data do depoimento de Bolsonaro.

Neste processo, o presidente é investigado por divulgar informações sigilosas de um inquérito que investiga um ataque hacker no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Já pelo lado da Advocacia-Geral da União, que faz a defesa do presidente, a expectativa é de entrar com outro processo, um habeas corpus ou uma reclamação, para provocar no Supremo uma nova discussão sobre o formato e obrigatoriedade do depoimento do presidente da República.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Correio do Povo