Tubarão

A adolescente Ana Paula Guilherme Andrade, de 13 anos, que está sumida há dois  meses após fugir com o namorado, 20, ambos de Tubarão, entrou em contato pela primeira vez com a família, nesta terça-feira (20), segundo a mãe Janete Guilherme, 50. A garota está sumida desde o dia 14 de dezembro do ano passado, quando saiu de casa escondida com o namorado. O casal teria fugido porque a família da menina não aceitava o relacionamento.

Janete conta que a filha ligou para ela em tom ameaçador. “Por solicitação do rapaz ela insistiu que eu retirasse o boletim de ocorrência. Disse que nem na padaria eles conseguem ir porque estão receosos. Mas não tem porque retirar a denúncia, ela é apenas uma menina e deve voltar para a casa com a nossa família. Ela está mudada, com uma linguagem deprimente, mas é minha filha e enquanto menor deve ficar conosco”, defende a mãe.

De acordo com o delegado responsável pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami), Felipe Samir Ferreira Andrade, a polícia tem trabalhado intensamente. “O caso é reincidente. Foi uma subtração de menor, prevista no artigo 249 do Código Penal. No ano passado, o casal fugiu e conseguimos encontrá-los, porém, no decorrer da diligência foi evidenciado que ele cometeu uma infração que motivou o pedido de prisão preventiva. O jovem ficou recluso por dois meses e a menina foi entregue à família”, lembra o delegado. 

Após o episódio da ameaça, Janete foi à Dpcami e relatou o caso ao delegado Felipe. “Detalhei ao delegado. Tenho mais cinco filhos e nenhum deles me deu um ‘pingo’ de preocupação como ela. A Ana Paula é gêmea com um menino e ele é o oposto dela, tranquilo, comprometido e responsável. Ela não imagina o quanto de sofrimento está nos causando. Ainda não sabemos o seu paradeiro, uns dizem que a viram por Tubarão, outros acreditam que ela esteja em Treze de Maio ou Morro da Fumaça”, suspeita.