Tubarão

Criada em 9 de março de 1952, a Associação Empresarial de Tubarão (Acit) surgiu para representar a classe empresarial nos setores da indústria, comércio e serviços. A entidade, que completa, nesta sexta-feira (9), 66 anos, consolidou-se no envolvimento com questões da sociedade, que impactam a economia do município e da região.

Ao longo dos anos, a associação não só investiu em estrutura física, disponibilizando auditórios e salas de reuniões em sua sede própria, mas também em serviços – as Soluções Empresariais – que contribuem com o cotidiano das empresas e profissionais. Destacam-se cartões de benefícios, análise de crédito, cursos, treinamentos e palestras (Programa CapACITação), parceria para Banco de Currículos, Certificado de Origem, Consultorias, Convênios, Missões Empresariais, Núcleos Setoriais, entre outros.

Além disso, o trabalho tem se destacado pela atuação em questões como o aumento da representatividade política da região, infraestrutura, turismo, segurança, inovação e outras que influenciam o desenvolvimento de negócios e geração de oportunidades na cidade e na região. Iniciativas como o Programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL), a luta por obras estruturantes como a ampliação do Aeroporto Regional Sul Humberto Bortoluzzi, o Roteiro Turístico Serramar, Portos de Imbituba e Laguna, ferrovia e outras, traduzem esta preocupação da entidade. 

Para o atual presidente, Murilo Ghisoni Bortoluzzi, é uma satisfação estar à frente de uma entidade com tanta credibilidade, da qual participa, desde cedo, já pela  influência de seu pai, o saudoso Humberto Bortoluzzi, ex-presidente da Acit.

“Hoje, vivemos, certamente, um novo tempo. De profissionalizar cada vez mais o conceito de associativismo, afinal, ele trata de coletividade e voluntariado, mas também de relacionamentos, de informação, inovação, agregação de valor e resultados. O associativismo nos leva a aprender e enxergar além das paredes das nossas empresas, trazendo como dividendo um crescimento que vai além de números. Que nossa união de esforços nos encoraje a continuar em desenvolvimento, ainda que diante de desafios”, avalia Murilo.