A ação ‘Vacinar é Proteger’, da Fundação Municipal da Saúde (FMS), visa imunizar os grupos prioritários das campanhas contra a Covid-19 e a Influenza (H1N1), além de atualizar a caderneta das crianças e dos adultos que não conseguem ir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) durante os dias de semana. A campanha acontecerá neste sábado (26) das 10 às 21 horas, e no domingo (27), das 11 às 21 horas, na sala em frente às Casas Bahia, localizada no Farol Shopping.

Contra a Covid-19, poderá receber o imunizante a população geral de 43 anos ou mais, além dos grupos que se encaixam nas fases anteriores (profissionais da saúde, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, trabalhadores da educação, trabalhadores de transporte coletivo, trabalhadores de limpeza urbana), desde que compareça ao local portando um documento de identificação com foto, Cartão do SUS e um comprovante de residência.

Já na imunização contra a Influenza (H1N1), poderão se vacinar crianças de 6 meses a 5 anos 11 meses e 29 dias, gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, idosos acima de 60 anos, professores, caminhoneiros, forças de segurança e salvamento e forças armadas. Para estes grupos, é necessário comparecer ao local portando a caderneta de vacinação da criança/adulto, documento de identificação com foto e documento que comprove exercício na função. Para caminhoneiros, carteira de motorista “exerce atividade remunerada’’, categoria C, D ou E, e carteira de trabalho ou contracheque ou ANTT.

Além das vacinas contra Covid-19 e Influenza, diversas outras que compõem o calendário nacional de imunização estarão disponíveis. É importante que a população atente à necessidade de manter em dia a carteira de vacinação, como forma de prevenir doenças para as quais já existem imunizantes disponíveis.

O diretor-presidente da FMS Daisson Trevisol lembra que todas as vacinas preconizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, devem ser aplicadas de acordo com as faixas etárias, esquemas e doses determinados para garantir a proteção. “A vacina é uma medida preventiva, e não curativa”, alerta. “Devemos nos vacinar justamente para que as doenças não circulem entre nós”.

É importante ressaltar, que é de extrema importância que todas as pessoas que se enquadram nos grupos a serem vacinados busquem receber os imunizantes para maior proteção da população geral.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Tubarão