#Pracegover Foto: na imagem uma pessoa segura o celular
#Pracegover Foto: na imagem uma pessoa segura o celular

Após as denúncias de maus-tratos e imagens de idosos com ferimentos e escaras serem levadas ao conhecimento do poder de segurança pública e também do Portal Notisul, a direção do Abrigo dos Velhinhos, localizado no bairro São João Margem Esquerda (ME), em Tubarão, proibiu que os funcionários entrassem no local com telefone celular e com qualquer outro aparelho que possa registar imagem.

Ex-servidores, funcionários, parentes dos internos e voluntários passaram a denunciar negligências por parte da direção do local desde junho passado. Entre as denúncias estão a de desnutrição e desidratação. Somente neste ano, quatro idosos morreram e segundo a direção, as mortes foram em decorrência do novo coronavírus. Porém, a causa dos óbitos é contestada por parentes, ex-servidores, funcionários e voluntários.

Além das denúncias e das oitivas na Delegacia de Polícia Civil, em Tubarão, familiares dos idosos afirmaram que fizeram inúmeras reclamações para a presidente do Conselho Municipal do Idoso, Rosi Capistrano. A sede do conselho está localizada na Casa da Cidadania, no centro, na Cidade Azul.

Nesta segunda-feira (9), após várias tentativas por telefone, a presidente da Comissão do Idoso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Tubarão, conseguiu entrar em contato com a presidente do órgão municipal. O Portal Notisul também esteve presente no encontro, onde foram feitos questionamentos como: A OAB de Tubarão enviou requerimentos para participar ativamente do Conselho Municipal do Idoso e qual o motivo de não terem sido respondidos? Familiares já vinham denunciando casos de negligência e por que nenhum encaminhamento foi para frente? A direção do conselho possui algum grau de amizade com a direção do Abrigo?

De acordo com Rosi Capistrano, as denúncias relatadas para o Conselho Municipal foram encaminhadas para os órgãos competentes e que ela e a diretoria do Abrigo dos Velhinhos não possuem nenhum grau de amizade. Alguns familiares dos internos contestam a afirmação, já que conforme eles, muitas denúncias foram feitas e nenhuma foi investigada.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul