#Pracegover foto: na imagem há diversos cães
#Pracegover foto: na imagem há diversos cães

Uma operação da Polícia Civil com o apoio da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) e da Vigilância Sanitária resgatou 48 cachorros em um canil clandestino, em Jaguaruna. A ação ocorreu nesta terça-feira (19). Os agentes foram até o local após receberem uma denúncia.

O responsável pelo local foi detido e encaminhado para o presídio Regional de Tubarão. Ele e irá responder por crimes relacionados a maus-tratos a animais. A delegada Carolini de Bona, conta que Organizações Não Governamentais de proteção aos animais indicaram que o suspeito era procurado em outras cidades do Estado pelo mesmo crime, porém ele sempre conseguia fugir.

Havia cães das raças akita, husky siberiano, samoieda, pastor-belga-malinois, cane corso, border collie e spitz alemão.Os animais receberam cuidados de profissionais de medicina veterinária e posteriormente serão colocados para adoção. Um cachorro estava debilitado e morreu nesta quarta-feira (20).

Os animais estavam confinados em um ambiente irregular e insalubre. Os veterinários afirmaram que havia cães com caquexia, fratura e sarna. Os pets estavam subnutridos, presos em correntes curtas que não permitiam que os animais deitassem, higiene precária e feridas expostas nos cachorros, sem tratamento adequado.

Crimes contra os animais estão previstos na legislação federal (Lei Nº 9.605/1998). A pena é de detenção, de três meses a um ano, para quem abusar, maltratar, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. Quando se tratar de cão ou gato, a pena será de reclusão de dois a cinco anos, multa e proibição da guarda.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul