quinta, 18 de julho de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Geral

Veículos estão proibidos de estacionar na entrada dos Molhes da Barra

Publicado em 04/05/2019 00h00

Laguna


Em uma decisão em conjunto entre pescadores, surfistas, poder público e Polícia Militar Ambiental, os motoristas que trafegarem pelos Molhes da Barra, em Laguna, não poderão mais estacionar em determinados trechos. Com o início da temporada da tainha, cresce o trânsito nos Molhes, também as reclamações de turistas, ciclistas e pedestres sobre a falta de mobilidade no espaço. A reunião ocorreu na tarde desta sexta-feira.


Placas de proibido estacionar foram colocadas no trecho de 150 metros na entrada da Barra. No lado Norte, área frequentada pelos surfistas, e ao Sul, pelos pescadores e botos. A região recebe inúmeros turistas, principalmente nos fins de semana. Os pescadores, por meio do seu representante, Evilasio Soares, concordaram com a decisão. “Não vai ter problema nenhum. Será melhor ainda”, garante.


O secretário de Turismo, Evandro Flora, salientou a importância do espaço livre para o visitante poder transitar e tirar fotos, filmar e apreciar a beleza do local sem correr o risco. “O trânsito ficava parado nos finais de semana”, frisou.


Para a Associação de Surfe os veículos deveriam ser proibidos. “Utilizamos as pedras dos Molhes para entrar na água. O espaço com a passagem dos carros fica complicado”, descreveu.

O procurador Antônio dos Reis acredita que a decisão desta sexta é uma medida equilibrada. A Guarda Municipal irá realizar rondas de segunda a sexta. A Polícia Militar, nos finais de semana. A Polícia Ambiental deixou o alerta em relação ao estacionamento sobre as dunas. De acordo o tenente Fernando Magoga Conde, a multa pode chegar até R$ 5 mil por hectare ou fração, ao estacionar em restinga e dunas.


A coordenadora da Guarda Municipal, Saleide Duarte, diz que estarão em alerta sobre os infratores. “Multa de R$ 130,16, quatro pontos da carteira para quem estacionar em local proibido” já alertou Saleide.


O governo, além das ações de patrolamento e recolhimento do lixo, deverá aumentar o número de lixeiras, fiscalização sobre acampamentos ilegais, vendedores ambulantes irregulares e uma tenda para os pescadores. Estes costumam chegar na madrugada com suas tarrafas e garantir um bom lugar no canal, popular Tesoura, onde os botos disputam a tainha. A Secretaria da Pesca deverá fixar placas delimitando o espaço para avistamento dos botos.


VOLTAR
Banner ServerDo.in
Banner ServerDo.in
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2019.