Várias atividades foram oferecidas pela CDL em um espaço exclusivo na avenida Marcolino Martins Cabral    -  Foto: CDL Tubarão/Divulgação/Notisul
Várias atividades foram oferecidas pela CDL em um espaço exclusivo na avenida Marcolino Martins Cabral - Foto: CDL Tubarão/Divulgação/Notisul

Tubarão

O primeiro Dia D do comércio de Tubarão ocorreu neste sábado, e começou quente na temperatura e nas atrações, levando muita gente ao evento e às lojas, aproveitando o horário estendido para compras. Vários serviços de lazer foram oferecidos durante o evento. O Dia D é realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), em parceria com o Sesc, prefeitura e, nesta edição, contando com o Grupo Vamos Rodar.

O forte calor não foi problema para os participantes e nem para o público, que compareceu em grande número ao Dia D. Claudete Valente estava com a filhinha de 7 anos, e pôde aproveitar para levar a criança na piscina de bolinhas, ver os carros antigos, comprar artesanato e também fazer teste de glicemia e pressão oferecidos pela Unimed. “Isto é muito bom. Você sai não apenas para ir ao comércio, mas pode passar por aqui e ver outras coisas. Gostei muito dos artesanatos e da exposição de carros”, disse Claudete.

O presidente da CDL, Harrison Marcon Cachoeira, avaliou o primeiro Dia D como positivo, chegando a surpreender diante da grande participação de parceiros e de público. “Fica comprovado que é especial para o comércio e para a população, que tem um sábado inteiro para suas compras e pode aproveitar as ações de lazer”, ressalta.

A exposição de carros antigos, em grande número de participantes, foi a atração especial. Veículos de todos os anos e modelos transformaram-se em brilho para os olhos de muita gente. Impossível não ficar maravilhado pela qualidade. Para Giovane Kern, que veio de Braço do Norte para resolver um negócio em Tubarão, aproveitou para passar no Dia D quando viu a movimentação. Tudo foi surpreendente. “Não tenho nenhum carro antigo, mas sou apaixonado por eles e, é o meu sonho de consumo”, disse.

Eletrônico
A coleta do lixo eletrônico também surpreendeu pelo volume de material descartado. Ofertado em todas as edições do Dia D, a coleta cumpre o compromisso de contribuir com o meio ambiente ao ofertar a oportunidade de se fazer o descarte corretamente.

Como a maioria dos materiais contém chumbo e ferro, não pode ser depositada como lixo comum e muito menos jogada em qualquer lugar. São altamente prejudiciais à saúde. Diante disto, a CDL promove a coleta, evitando que tenha o destino errado. Uma empresa de Criciúma, devidamente credenciada e dentro de todas as normas exigidas por lei, é a responsável pelo recolhimento dos eletrônicos.

Nesta primeira edição, foi coletada aproximadamente 1,5 tonelada de material. A próxima edição do Dia ocorre em 7 de abril.