Neste ano, a prova reuniu 400 atletas de várias cidades da região. - Foto: Fogaça Comunicação/Divulgação/Notisul.
Neste ano, a prova reuniu 400 atletas de várias cidades da região. - Foto: Fogaça Comunicação/Divulgação/Notisul.

Tubarão

Quase 400 atletas participaram da segunda edição da corrida 12K Missão Doação realizada ontem pela manhã no centro de Tubarão. A prova foi disputada nas categorias de 12 quilômetros individual ou em trio, onde cada atleta correu quatro quilômetros. 

Os trios foram divididos nas categorias masculino, feminino e mistos. Além disso, a competição também teve a categoria infantil e para portadores de necessidades especiais. 

“É uma oportunidade de participar e ajudar as entidades que fazem muito pela nossa cidade. Por isso, a CDL não poderia ficar de fora de mais essa edição dessa prova inovadora e que já faz parte do nosso calendário”, destacou o diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas, Felipe Nascimento.

Todo o valor arrecadado com as inscrições será doado para oito entidades: Rede Feminina de Combate ao Câncer, Apae, Combemtu, Sociedade Tubaronense de Amparo aos Necessitados (Stan), creche Joana de Angelis, Ong MovimentaCão, Asilo dos Velhinhos e o Ceaca, em Capivari de Baixo.

Diversos detalhes da prova chamaram a atenção dos participantes, um deles em especial. A premiação deste ano também inovou. Em vez do tradicional troféu, os vencedores ganharam um quadro. 

Foi pedido para as crianças atendidas pelas entidades beneficiadas para criarem um desenho que demonstrasse, na visão delas, como seria o mundo daqui a dez anos. Foram selecionadas algumas figuras, que receberam molduras e foram entregues como troféus para os atletas. 

“Mais um ano que realizamos a prova com sucesso e atingimos o nosso objetivo. Aumentamos o número de entidades neste ano e também arrecadamos mais que o ano passado, por isso nosso sentimento de dever cumprido e só temos a agradecer aos patrocinadores e aos atletas que foram os responsáveis por tudo”, destacou o diretor da Core Sports e um dos organizadores da prova, Bruno Thizon Menegali.