Mesmo com poucas chances de gol, o Peixe venceu na primeira rodada do returno, ontem à tarde
Mesmo com poucas chances de gol, o Peixe venceu na primeira rodada do returno, ontem à tarde

 

Thiago Oliveira
Tubarão
 
O Atlético Tubarão começou o returno da Divisão Especial do Campeonato Catarinense com o pé direito. Na tarde de ontem, recebeu o Juventus, time de melhor campanha no turno, e venceu por 2 a 1, no jogo que marcou a estreia de Fernando Lessa como treinador.
 
O novo comandante tratou de mostrar uma equipe diferente do último jogo, ainda pelo turno, quando o time ainda era treinado por China. Jucemar, Alex Albert e Dione ganharam vaga entre os titulares, enquanto Vanderlei Pezão ficou no banco.
O Juventus começou o jogo em busca do gol, mas parou na boa marcação do Peixe, que, jogando no contra-ataque, encontrou o gol logo no seu primeiro ataque. Aos nove minutos, Thiago Rodrigues abriu o placar com um toque que encobriu o goleiro do time adversário. No restante da primeira etapa, o jogo ficou no meio de campo, com poucas oportunidades para ambos os lados.
 
O Peixe começou o segundo tempo para frente, e ampliou graças a uma falha do zagueiro Edson Galvão, do Juventus, que marcou contra aos 17 minutos. Minutos depois, o Atlético marcou o terceiro, mas já havia sido apontado o impedimento, para o desespero da torcida que compareceu em bom número no Estádio Domingos Gonzalez.
 
Matheus, que havia entrado no segundo tempo, diminuiu para o Juventus, colocando fogo no jogo. A pressão do time visitante foi grande até que Paulinho empatou, mas o gol foi anulado.
No fim da partida, o técnico do Juventus, Nino Padilha, afirmou ter sido vítima de racismo. Ele alegou ter sido chamado de macaco por alguns torcedores do Atlético Tubarão.
 
Hercílio Luz inicia o returno com derrota
Jogando fora de casa e com um time desfalcado, o Hercílio Luz não foi páreo para o 15 de Outubro na estreia pelo returno da Divisão Especial do Campeonato Catarinense, na tarde de ontem. A derrota por 2 a 0 já coloca o time de Indaial na parte de cima da tabela e deixa o Leão com a obrigação de vencer na próxima rodada para não se distanciar da turma da frente.
Os dois times fizeram um primeiro tempo fraco, com os dois goleiros participando pouco do jogo. A primeira boa chance da partida veio aos 34 minutos da etapa inicial. Alejandro, do Hercílio, fez boa jogada e o goleiro Dida fez uma grande defesa.
No segundo tempo, teve de tudo. Aos oito minutos, Alejandro fez falta, levou o segundo amarelo, e acabou expulso, deixando o Leão do Sul com um jogador a menos. No minuto seguinte, Claudemir mandou a bomba e a bola bateu na trave.
Com 15 minutos, a bola balançou a rede. Danilo recebeu na grande área e chutou no canto para abrir o placar em favor do 15. Aos 31 minutos, Maurinho fez o segundo gol e fechou o placar. O atacante mandou por cobertura e fez um golaço.
 
* Com informações do site futebolsc.com.
 
Leão lidera o ranking de público
Com a bola rolando, o Hercílio Luz não conseguiu o título do turno. Em contrapartida, nas arquibancadas, o time é campeão. O time de Tubarão teve a melhor média de público de todos os times que disputam a Divisão Especial do Campeonato Catarinense. Em seis jogos, o Leão recebeu 5.305 torcedores pagantes, uma média de 834,2 por partida. Contando apenas os jogos no Anibal Costa – o primeiro foi realizado em Imbituba por causa da perda do mando de campo – a média sobe para 950,5.
O Atlético Tubarão está em terceiro no ranking geral, com média de 298 pagantes por jogo. O time, que mandou duas partidas no Emília Rodrigues, aumenta a média para 452,33 quando são contadas apenas as partidas realizadas no Estádio Domingos Gonzalez.
O maior público da primeira fase foi o da partida de ida da final entre Hercílio Luz e Atlético de Ibirama: 2.259 pagantes.