Marco Antonio Mendes
Tubarão

Semana passada, quando os três tubaronenses campeões do sul-americano de futsal chegaram, após integrarem a equipe sub-20 da seleção brasileira, o goleiro Nilton Júnior disse que o próximo passo era chegar à seleção adulta, mas acreditava que demoraria alguns anos ainda.

Nem bem deu tempo de vibrar o campeonato conquistado na Colômbia e o que, para ele, demoraria alguns anos, não durou nem uma semana. “Eu estava dormindo, aí meu pai chegou berrando no meu quarto dizendo que haviam ligado da Confederação (Brasileira de Futebol de Salão) para casa. Nem acreditei muito, mas depois retornaram a ligação e pude confirmar”, conta o atleta, que jogará ao lado Falcão, Schumacher e mais uma constelação de jogadores que foram campeões mundiais, em outubro.

Nilton se apresentará em São Paulo nesta sexta-feira e disputará dois amistosos. Os jogos serão contra a seleção do Paraguai, domingo e segunda, em Barueri e Guarulhos (SP), respectivamente. Na partida de domingo, às 9h50min, haverá transmissão ao vivo pela Rede Globo. No outro dia, às 20h30min, a transmissão será através do canal por assinatura SporTV.

Convocados
Goleiros
Danilo (Carlos Barbosa-RS)
Nilton Júnior (Unisul-SC)
Fixos
Carlinhos* (Santiago-ESP)
Schumacher* (Movistar-ESP)
Neto (Movistar-ESP)
Alas
Gabriel* (Movistar-ESP)
Marquinho* (Movistar-ESP)
Falcão* (Malwee-SC)
Thiaguinho (C. Barbosa-RS)
Pivôs
Betão* (Movistar-ESP)
Valdin (Cortiana-RS)
Diego (V&M-MG)
*Jogadores que estiveram na Copa do Mundo.

Falta muito para o topo
“O bom mesmo deve ser disputar um campeonato, mas as coisas vão acontecer gradualmente. Não acho que eu já esteja no topo, falta muito para isso”, acredita, com os pés no chão, o goleiro Nilton Júnior. Da seleção sub-20, além dele, mais dois também convocados. Substituirão o goleiro Franklin, o fixo Ciço e o pivô Wilde, que não poderão apresentar-se por lesões.

Se Nilton estava preocupado que em 2009 seria o terceiro goleiro da Unisul/Seguridade/Penalty e por isso quase não jogaria, as coisas tendem a ser diferentes. Com os títulos de 2008 (Campeonato Catarinense, Taça Brasil, Sul-americano e convocações), o jovem pode ser um concorrente direto com os colegas do time. “Acho que Ivan e Raphael terão mais concorrência ano que vem. Acredito que com tudo o que aconteceu eu possa jogar mais nos confrontos da Unisul”, torce.