Tubarão

Como o duelo era pela parte de cima da tabela, a tendência era de um grande jogo. E para os torcedores que foram até a Arena Prefeito Estener Soratto da Silva, a expectativa foi superada.

Em um jogo de muitos gols e ânimos exaltados, Tubarão e Joaçaba ficaram no 6 a 6 pelo Campeonato Catarinense de Futsal. Os gols da equipe da Cidade Azul foram marcados por Pakito (2), Serginho (2), Acco e Evandro. Já os rivais marcaram com Charuto (2), Johny, Duio, Júlio e Adriano.

Com o empate, Tubarão chega a 29 pontos, e segue na liderança do Estadual. O time ainda joga com Jaraguá do Sul, na quarta-feira, mais uma vez na Arena, e contra Joinville, em data a confirmar. 

“Foi um jogo bem atípico. É difícil de avaliar. Muitos gols dos dois lados, o que não é normal nos nossos confrontos. Mas saímos de um 1 a 4 e viramos para 5 a 4. Foi um grande jogo. O importante era manter a distancia deles. Mais que vencer, nos não deixamos eles chegarem, que foi o mais importante”, afirma o técnico do Tubarão, Thiago Raupp.

 

Primeiro tempo nervoso

O time de Joaçaba conseguiu abrir o placar aos 7 minutos. Após o contra-ataque rápido, a bola sobrou para Jhony que tirou do goleiro Marinho, marcando um bonito gol.

Tubarão teve a chance de empatar aos 10 minutos, após a bomba de Rodriguinho, mas o goleiro Elton tirou para escanteio. 

Mas após o tiro de canto, Tubarão ganhou um pênalti. Pakito soltou uma pancada no canto esquerdo do goleiro e deixou tudo igual.

Mesmo com o empate, Tubarão não estava bem em quadra. O time treinado por Thiago Raupp entregava vários contra-ataques aos rivais, que conseguiram construir um placar elástico.

Aos 13 minutos, Duio fez o segundo de Joaçaba. Pouco depois, Charuto, ex-jogador do Tubarão, marcou o terceiro. O fixo Júlio ainda fez o quarto,  e transformando o placar em goleada.

Mas se faltava qualidade ao time de Tubarão, sobrava raça. Pouco após sofrer o quarto gol, a equipe da Cidade Azul diminuiu com Pakito, novamente de pênalti.

O gol deu ânimo a Tubarão, que marcou o terceiro com Acco, recebendo após boa jogada de Evandro. E o empate, que poucos minutos antes parecia improvável, veio ainda no primeiro tempo.

Joaçaba estourou o limite de faltas e Serginho foi para o tiro livre. O camisa 14 soltou a bomba e deixou tudo igual.

Mudança de postura

Na segunda etapa, Tubarão entrou em quadra com outra postura, errando menos passes e impondo o ritmo de jogo.

Logo no primeiro lance, Jean Gaúcho teve a chance da virada. O pivô girou em cima do marcador e chutou forte, mas a bola saiu.

Mas aos 4min10, saiu a virada. Serginho recebeu na esquerda e soltou uma bomba, marcando o quinto gol tubaronense.

O jogo ficou preso, com menos chances. E em um lance de desatenção de Tubarão, os rivais conseguiram o empate com Adriano.

Até que Evandro realizou um lance de craque. O ala pegou a bola, fez fila no Joaçaba e ainda driblou o goleiro antes marcar um gol de placa na Arena.

Mas também teve golaço do outro lado. E novamente com a lei do ex. Charuto soltou uma bomba e empatou novamente.

Tubarão ainda tentou a vitória, mas Joaçaba soube segurar o empate