Taubaté

A base do Atlético Tubarão pode realizar um feito na tarde desta quarta-feira. Os meninos do Peixe entram em campo às 16h, contra o Carajás (PA), buscando a vaga na segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

O time treinado pelo técnico beto Almeida, porém, não depende apenas dele. Além de vencer o Carajás, precisa torcer para que a partida entre Vasco e Taubaté, que será realizada antes, às 13h45, não termine empatada. Mais que isso, precisa tirar a diferença do saldo de gols de quem perder a outra partida. 

O Vasco está com saldo de gol de três, enquanto o Taubaté tem um. A melhor situação para o Tubarão é torcer para o Vasco vencer por dois gols de diferença. Neste caso, uma vitória simples classifica o Peixe. Já em caso de empate no primeiro jogo, o Peixe já entra em campo eliminado.

Sonho vivo

Foi o empate com o Vasco na segunda-feira, que manteve o Peixe vivo na busca pela classificação, fato comemorado pelo treinador. “Tentamos com todas as nossas forças buscar a vitória, mas sabíamos que um empate deixaria para a última rodada termos a possibilidade de conseguirmos uma classificação e a meninada se portou muitíssimo bem”, destacou Beto Almeida.

Com apenas 48 horas de diferença entre o jogo com o Vasco e a partida decisiva com o Carajás, o foco da terça-feira foi recuperar as energias. “As duas equipes tanto nós quanto o Carajás vão ter que conseguir uma recuperação. Uma alimentação boa, todo o trabalho da fisioterapia, trabalhando incessantemente na preparação, para conseguir uma vitória e com o resultado combinado de Vasco e Taubaté, conseguirmos ir adiante na competição que é o nosso grande objetivo”, completa o técnico.

O jogo decisivo será realizado no estádio Joaquim de Morais Filho, o Joaquinzão, em Taubaté.