Foto: Divulgação/Notisul
Foto: Divulgação/Notisul

Chapecó

O Atlético Tubarão tem um páreo difícil na noite de hoje, às 20h, no Oeste, contra a Chapecoense, em jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Catarinense. A Chape ocupa a terceira posição na tabela, mas vem de uma derrota no último confronto, contra o Joinville, em casa, e que poderá lhe custar uma eventual classificação às semifinais do Estadual. O Peixe também vem de um revés, em seus domínios, contra o Criciúma, no último domingo, o que apimentou ainda mais a crise interposta na Vila.

Uma vitória para o lado dos visitantes poderá dar novo ânimo na busca pela permanência na elite do futebol barriga-verde. O Tubarão tem apenas sete pontos conquistados, está na lanterna, é o grupo que mais perdeu: oito partidas, e tem a segunda pior defesa e o segundo pior ataque, o que lhe resulta em um saldo de -10 gols. O elenco já viajou ao Oeste ainda na segunda-feira, participou de atividade leve ontem e concentra hoje para o embate. 

No confronto direto entre o Verdão e o Tricolor da Vila dos Ferroviários, a Chape tem larga vantagem com quatro vitórias e apenas um empate. O último encontro ocorreu no dia 30 de janeiro, e foi um jogão: 3 a 3, em Tubarão. No dia 18 de março do ano passado, pelo Estadual, o placar foi de 2 a 0 para a Chape. Em 2017, o time do Oeste Catarinense goleou por 7 a 0 na Arena Condá.

Apesar da queda do treinador Claudinei Oliveira na última rodada, a Chapecoense contará com o apoio do seu torcedor e possui, em tese, um elenco mais forte que o time visitante.

Após demissão do técnico Claudinei Oliveira no último domingo, a Chapecoense voltou ao mercado do futebol em busca de um novo treinador para o comando da equipe. Mesmo com jogo importante contra o Criciúma pela Copa do Brasil, no fim do mês, o time do Oeste Catarinense não vê urgência na contratação de um novo comandante.

A responsabilidade agora está nas mãos do auxiliar permanente do Verdão, Emerson Cris, que já treinou a equipe como técnico interino em outras ocasiões. Emerson estará na beira do gramado auxiliando a equipe na partida contra o Atlético Tubarão.

No passado, ele comandou o time em 2016, após saída de Guto Ferreira, mas foi derrotado por 5 a 1 contra o Sport, em seguida foi substituído pelo treinador Caio Jr. Posteriormente, em 2017, Emerson assumiu a equipe em sequência da demissão de Vinícius Eutrópio. Comandando a Chape por oito jogos no Campeonato Brasileiro, ele obteve três vitórias, dois empates e três derrotas. Dando lugar em seguida para o treinador Gilson Kleina, que assumiu o restante do Brasileirão.

De acordo com a assessoria do Verdão, a diretoria busca um técnico capaz de montar um elenco reativo, que crie jogadas de gol por meio do contra-ataque. Os nomes na lista variam entre jovens da nova geração, até os mais experientes, que já estão fora do mercado há algum tempo. O diretor de futebol, Newton Drummond, também falou a respeito.

“Não tem nenhum treinador próximo. Não há negociação ainda. Vamos tentar ser o mais assertivo possível. Não vamos fazer as coisas de supetão. Se trouxer não vai conseguir ir para campo na quarta-feira (hoje). Estamos fazendo as coisas com calma para minimizar os erros. Qualquer nome que disserem não é verdade”, afirmou.