Maycon Vianna
Chapecó

A situação do Atlético Tubarão está complicada na divisão especial do Campeonato Catarinense. Na tarde de ontem, no Estádio Índio Condá, em Chapecó, o time do sul não conseguiu se encontrar em campo e, repleto de problemas, levou uma goleada do Chapecoense, por 5 a 2.
Com o técnico interino, Rodolfo Oliveira, o Atlético Tubarão apresentava sérias falhas no setor defensivo. Já aos 12 minutos, o time da casa abriu o placar com Bruno Cazarine. Cinco minutos depois, em uma boa troca de passes do ataque tubaronense, Fábio Bala empatou a partida.

O jogo seguia movimentado, com as duas equipes à procura de fazer o resultado já na primeira etapa. Empurrado pela torcida, a Chapecoense virou aos 25 minutos, com Rafael Marisco. Um minuto mais tarde, novamente Fábio Bala aproveitou a falha do setor defensivo da Chapecoense e empatou.
Quando os torcedores do Atlético Tubarão esperavam pela virada, foi o time da casa que tomou a vantagem novamente. O meia- atacante Badé fez uma bela jogada e, em uma falha do lateral-esquerdo Luciano, deixou os chapecoenses felizes. Aos 39, com total domínio, o atacante Bruno Cazarine fez o segundo dele e deixou a Chapecoense tranquila até o fim do primeiro tempo.

No segundo, o Atlético Tubarão continuava perdido em campo. Parece que a saída de Marcelo Cabo não adiantou muito. Aos 18 minutos, Bruno Cazarine, o nome do jogo, fez o terceiro dele e o quinto da Chapecoense, que ainda teve três bolas na trave do goleiro Daniel, que fez importantes defesas para segurar o resultado. O placar poderia ter sido ainda mais elástico para o time do oeste.
Com o resultado, a Chapecoense chegou a 10 pontos, um a mais que o Figueirense, adversário da próxima quinta-feira, às 20h30min, no Orlando Scarpelli. O Atlético Tubarão, o vice-lanterna com quatro pontos, enfrenta o Criciúma, quarta-feira, no Anibal Costa.

Figueira vence com gol de pênalti

Com um gol de Schwenck de pênalti, aos sete minutos de jogo, o Figueirense bateu o Marcílio Dias pelo placar de 1 a 0, ontem, no Doutor Hercílio Luz, em Itajaí. A equipe da casa pressionou o restante da partida e teve a grande chance de empatar, aos 47 da segunda etapa, mas Wilson defendeu a cobrança de Lourival.

Com o resultado, o Figueirense subiu para a sétima posição, com nove pontos. O Marcílio Dias caiu para a quinta colocação, com 10 pontos somados. Classificação que deve ser alterada, pois ainda faltam dois jogos para completar a rodada: Criciúma e Brusque, no Heriberto Hulse, e Avaí e Joinville, na Ressacada.
Na próxima rodada, o Marcílio Dias enfrenta o Joinville, fora de casa, nesta quinta-feira, às 19h30min, na Arena. Já o Figueirense recebe o Chapecoense, também quinta-feira, às 20h30min, no Estádio Orlando Scarpelli.

Com estádio lotado, o Marinheiro partiu para cima logo aos três minutos. Lourival roubou a bola no campo de ataque e bateu de fora da área, mas o chute passou perto.
O Figueirense respondeu aos sete minutos da primeira etapa, quando marcou o gol da vitória. Amarildo derrubou Schwenck, ele mesmo cobrou, com paradinha, e fez 1 a 0.