Maycon Vianna
Tubarão

Após mais uma derrota no Campeonato Catarinense, que decretou o rebaixamento do time para a divisão de aceso, os jogadores titulares apenas fizeram um treinamento físico no fim da tarde de ontem. Com o campo molhado, quem não jogou os 90 minutos na última partida, quarta-feira à noite, fez um treino leve, apenas de toque de bola.

O técnico Rafaelli Graniti diz que não sairá do comando do time e afirma que o Atlético Tubarão deu um nó tático no Avaí. “O resultado mais certo seria um empate sem gols. Os atletas evoluíram muito desde a última partida e já colocam a bola no chão. Na realidade, todo mundo sabe da situação, mas o negócio é trabalhar e parar de reclamar”, analisa o treinador.

Rafaelli também lamenta que houve um lance polêmico próximo aos 14 minutos do segundo tempo. Em uma cabeçada, a bola teria entrado. “Passou na televisão hoje (ontem). Merecíamos fazer o gol e ainda perdemos um pênalti. Agora é juntar o que restou para o próximo confronto, contra o Marcílio Dias, em Itajaí”, relata.
A torcida do Peixe que compareceu ao jogo também foi motivo de destaque por parte da diretoria e do próprio técnico. “Os gols do adversário partiram de lances de falhas individuais. O problema continua e temos que priorizar as jogadas aéreas e nas laterais”, constata.

Diretor confirma dispensas no time

Uma reunião entre a diretoria do Atlético Tubarão, jogadores e membros da comissão técnica ocorreu na noite de ontem, na sede do clube. Na pauta, as metas para que o clube termine de maneira digna o Campeonato Catarinense e ainda uma discussão sobre o enxugamento do elenco. “Analisamos durante o encontro a situação de alguns atletas. Temos que reduzir os custos, já que estamos em um momento difícil. Não há necessidade de manter todos os jogadores. São mais despesas”, explica o diretor de esportes do Atlético Tubarão, Roberto Luís Rodrigues.

Robertinho confirma ainda que pretende terminar de forma amigável e fazer acordos com alguns atletas para a rescisão de contratos. “Eles mostraram esforço e não podem ser desvalorizados neste momento. É conversar com os jogadores e provavelmente amanhã (hoje) o clube anuncie quem sai e quem fica”, explica.
O próximo confronto do Atlético Tubarão ocorre amanhã contra o Marcílio Dias, às 17 horas, no Estádio Hercílio Luz, em Itajaí.