Marco Antonio Mendes
Tubarão

Com a venda de 174 cartelas no bingão sorteado pelo Atlético Tubarão no último sábado, as dívidas do clube começam a ser quitadas. A prioridade, segundo o presidente Pedro Almeida, é o pagamento dos jogadores. “Antes de tudo, faremos uma reunião com a diretoria para resolver esta questão. Provavelmente esta semana, começaremos os pagamentos”, informa.
O Tubarão ainda espera para a próxima semana R$ 50 mil provenientes da captação de recursos do governo junto a quatro empresas da região.

Com todo o dinheiro arrecadado, Pedro espera conseguir quitar boa parte das dívidas. “Mas também temos que contabilizar os R$ 25 mil do valor do carro, mais R$ 2 mil de despesas da feijoada, outros R$ 2 mil dos custos das próximas viagens. Não queremos dar calote em ninguém. Então, queremos que esperem até termos todo o dinheiro para pagar todo mundo”, diz.

Para depois do término do Campeonato Catarinense, o principal objetivo é o planejamento para a busca de novos recursos. Uma das alternativas será o cadastramento de sócios. “O nosso torcedor precisa entender que, apesar de estarmos felizes com a ida de muita gente no estádio, precisamos de colaboradores mensais”, anuncia o presidente.

Jogadores
Conforme Pedro Almeida, a situação de cada jogador será analisada após o fim do Estadual, daqui a duas rodadas. Alguns já estão em conversa com outros clubes; já aqueles que possuem salários mais elevados, haverá negociação. “O que não podemos é ficar pagando sem jogar”, complementa.

Se o Peixe continuar na Divisão Principal, participará no próximo semestre da Copa Santa Catarina; caso for rebaixado, disputará o Campeonato Estadual da Divisão Especial para tentar voltar no próximo ano para a Principal.