Marco Antonio Mendes
Tubarão

Se todo filho, neto ou parente de algum profissional reconhecido sofre para fazer o próprio nome quando resolve seguir a mesma carreira, quem dirá o filho de um dos maiores ídolos do futebol mundial.
O meia Thiago Coimbra, sangue de Zico, começou na trabalhar na manhã de ontem no estádio Domingos Gonzales com (quase) todo o time que defenderá o Atlético Tubarão na Copa Santa Catarina.

Com poucas palavras, um carregado sotaque carioca e os traços do pai, Thiago tem um grande objetivo: mostrar que também possui qualidade e que não é apenas o sobrenome que o torna o centro das atenções.
“É claro que sei do peso de ser o filho de Zico, é uma grande responsabilidade. Não sei se me tornei jogador por causa dele, só sei que desde moleque gosto de jogar bola”, recorda Thiago.

A última passagem do jovem de 24 anos foi o Madureira, do Rio de Janeiro. Ele também esteve no Flamengo e no Coritiba. Agora, faz parte do time tubaronense. A idéia é permanecer por aqui somente durante a competição de um mês da Federação Catarinense de Futebol. Nada está resolvido para depois disso, quando começa o Estadual.
“Fico contente em poder estar neste time, que está me recebendo tão bem. Espero poder mostrar o que eu realmente sei fazer”, conta Thiago, que destaca como suas principais características técnicas ofensivas e a forma de conduzir algumas jogadas individuais.

O marketing do Atlético Tubarão
Sem dúvida, os dirigentes do clube aproveitam a imagem de Thiago Coimbra como “o filho de Zico” para que as atenções da Copa Santa Catarina sejam voltadas ao Atlético Tubarão.
Mas nem tudo caiu do céu. A cada reunião de diretoria, o presidente Pedro Almeida faz questão de ressaltar o empenho do diretor de futebol Robertinho Rodrigues para firmar a parceria com o Clube de Futebol Zico (CFZ). Tudo começou por outra parceria, a sede da escolinha de futebol do CFZ em Imbituba, propriedade de Robertinho.

Foi aí que surgiu a oportunidade do jogador defender as cores azul, preto e branco, definida logo após a confirmação da vinda do CFZ para Tubarão.
Thiago, claro, terá as suas mordomias. Ficará em um hotel, diferente do restante do elenco, que está alojado na Vila. Terá um carro à disposição e o salário será pago pelo próprio diretor de futebol.