Coordenador do programa, Hélio de Oliveira enviu 20 tubinhos com larvas de mosquitos para análise.
Coordenador do programa, Hélio de Oliveira enviu 20 tubinhos com larvas de mosquitos para análise.

Carolina Carradore
Tubarão

O verão mal começou e Santa Catarina já concentra forças para continuar a ser o único estado brasileiro em que todos os casos de dengue foram contraídos em outros estados ou países. Nas 14 cidades que compõem a 20ª Regional de Saúde, foram espalhadas só esse ano 645 armadilhas.

Em Tubarão, segundo o coordenador do Programa Municipal de Combate à Dengue, Hélio de Oliveira Júnior, só ontem, cerca de 20 tubinhos com larvas de mosquitos foram recolhidos das armadilhas colocadas em 15 dos 43 bairros da cidade. Como procedimento comum, serão enviados para análise para constatar se alguma deles é do Aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue).
Até o momento, não há confirmação de foco do mosquito na região. Esse ano, estão espalhadas 296 armadilhas em 43 bairros da cidade. Ano passado, foram registrados três focos em Tubarão (um no trevo norte da entrada da cidade e dois no centro).

E as visitas dos agentes são acirradas. São 2.692 visitantes por mês nas 14 cidades, conforme estimativa da coordenadora e supervisora estadual de Combate a Dengue, Cláudia Ochs. Isso sem falar dos 272 pontos estratégicos visitados quinzenalmente, como cemitérios, borracharias e construção civil. Em Tubarão, 112 pontos são supervisionados pela equipe. “O verão é um chamariz para o mosquito da dengue. Estamos orientando a população e, principalmente, responsáveis pelos pontos de risco a cobrir os lugares para que não ocorra água parada”, incentiva.

Campanha
Em Jaguaruna, o projeto Verão Quente inclui palestras educativas sobre a dengue. Iniciada no fim de semana passado, funcionários dos postos da Estratégia Saúde da Família (ESFs) fazem o trabalho corpo a corpo nas praias de Arroio Corrente, Camacho e Olho D’água. Pallhaços animam o trabalho de prevenção e distribuem fôlderes e cartazes de prevenção de combate ao mosquito, além de distribuição de preservativos e informativos de prevenção às DSTs.