Protetor solar, sombrinha e boné são boas armas para evitar problemas em virtude do alto índice de raios ultravioletas que incidem na região esta semana.
Protetor solar, sombrinha e boné são boas armas para evitar problemas em virtude do alto índice de raios ultravioletas que incidem na região esta semana.

Zahyra Mattar
Tubarão

A previsão do tempo para esta semana é de estabilidade e presença de sol na maioria das regiões catarinenses. Há chance de chuva no litoral, com temperatura mais elevada durante o dia e amena à noite.
Mas a semana reserva um perigo enorme. Mesmo com as nuvens, o Índice Ultravioleta (IUV) na região ficará chegará ao número 14, um valor considerado extremo, entre hoje e quarta-feira.

Detalhe, a escala que mede este nível vai de 0 a 14. Os dados são da Epagri/Ciram. “Claro que, com as nuvens, a incidência no ser humano é menor. Porém, não significa que não seja prejudicial”, alerta o meteorologista Marcelo Martins.
Para se proteger, a melhor dica é não economizar no filtro solar, usar boné ou chapéu e, para quem não tem vergonha, o guarda-chuva pode ser o melhor amigo nos próximos dias. Sim, guarda-chuva não protege só da chuva, mas do sol também.

E nos próximos dias o sol é um inimigo mortal. “O correto é que todos busquem proteger-se e evitem, se possível, ficar expostos ao sol, especialmente nos horários próximos ao meio-dia”, reforça Marcelo.
Conforme os dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), atualmente, no Brasil, o câncer de pele é o tipo mais frequente entre a população. Corresponde a cerca de 25% de todos os tumores malignos registrados no país.
Daí a atenção redobrada em situação como a vivenciada nos próximos dias, quando os raios solares indicarão com maior proporção. Na região, conforme a medição feita pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), o IUV ficará na faixa de 12 a 14.

Saiba mais
A radiação ultravioleta é uma parte da radiação solar que provoca o bronzeamento da pele. Mas, quando há descuido por parte da pessoa, também pode causar queimaduras e câncer.