Travessia está bloqueada. Há risco de queda para quem se aventurar  -  Foto:Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul
Travessia está bloqueada. Há risco de queda para quem se aventurar - Foto:Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul

Tubarão

O vendaval ocorrido no último dia 16 causou estragos em diversos estabelecimentos e estruturas de Tubarão e região, como na ponte pênsil do bairro Guarda, que liga as duas margens do rio Tubarão. Os cabos de aço que sustentam o assoalho e as tábuas foram afetados, segundo técnicos da prefeitura. 

Em vistoria, representantes da Defesa Civil, acompanhados pelo engenheiro Richard Rodrigues Alexandre, constataram que a ponte não está apta à trafegabilidade de pedestres, muito menos de motociclistas, que costumavam atravessar a estrutura. A decisão foi tomada visando a segurança dos moradores. É a segunda ponte pênsil interditada pós-tempestade, a da frente da Unisul e Supermercado Althoff também sofreu sérias avarias.

O município busca soluções para efetuar os reparos necessários. A homologação do pedido de calamidade pública do governo federal, ontem, facilitará a liberação de recursos para a resolução de casos como este. Na verba solicitada, serão incluídas as reformas dessas duas pontes.

A ponte da Guarda passou por uma grande reforma no ano passado. Os serviços basearam-se na troca de parte da estrutura de ferro e aço, bem como toda a estrutura de madeira. A pintura e troca das telas também foram realizadas durante a manutenção. Os investimentos totalizaram R$ 230.579,39, provenientes do fundo do município. Neste ano, foi revitalizada.