Laguna

Você sabia que não pode descartar pilhas e baterias em lixo comum? Ou mesmo no meio ambiente? Pescadores em Laguna têm encontrado estes materiais na Lagoa Santo Antônio dos Anjos. O vereador Aderbal Moreira Cardoso (PSDB) encaminhou um requerimento à prefeitura para cobrar como é feita execução da lei 189/2002, que regulamenta o descarte destes materiais.
Nesta semana, o próprio vereador estava pescando e deparou-se com uma bateria de um celular. Também encontrou pilhas em um terreno próximo. O presidente do Sindicato dos Pescadores da Região de Laguna (Sindipescalaguna), Gilberto Fernandes da Silva, conta que é bastante comum encontrar estes materiais. “É bastante preocupante. Já pedimos para a prefeitura colocar um posto de arrecadação próximo à lagoa”, conta Gilberto.

E ele tem todo motivo para ficar preocupado. De acordo com o químico e professor de ciência biológicas do Colégio Dehon, Cléber Corrêa, pilhas e baterias liberam materiais tóxicos dentro da água e contaminam os peixes. Contêm substâncias como mercúrio, cádmio e zinco. As baterias de celulares, além destes materiais, também têm lítio. Basta os peixes passarem perto destas substâncias para ser contaminados. E, para quem ingerir peixes, o material pode ir para a corrente sanguínea e provocar danos aos rins, fígado, baço, pulmão e até no sistema neurológico.
A forma correta de descarte é entregar estes materiais ao fabricante. Alguns supermercados recolhem. A biblioteca da Unisul, em Tubarão, faz este trabalho. Outra forma é colocar em uma embalagem fechada e marcada e descartá-la na coleta seletiva de lixo.

Dragagem da lagoa continua
A dragagem na Lagoa Santo Antônio dos Anjos em Laguna deve continuar até o próximo mês. A última batimetria realizada após a segunda etapa do trabalho apontou que a profundidade já tinha alcançado 4,5 metros. A obra é executada no trecho entre o supermercado Angeloni e o antigo prédio do arroz Zilmar, com valor de R$ 299 mil. O recurso é do governo federal com contrapartida do município.
A draga de sucção retirará do fundo da lagoa 43 mil metros cúbicos de areia. Isto irá melhorar as condições de pesca e a atracagem das pequenas e médias embarcações.