Tubarão

Há uma semana, o Notisul antecipou a vencedora da tumultuada licitação da Arena Multiuso de Tubarão, o 19º desta magnitude no estado. Ninguém usou bola de cristal, apenas o princípio do óbvio. A Construtora Viseu, de Joinville, foi a única sobrevivente do processo.
 

Independente do que possa ocorrer daqui para frente – a Camilo e Ghisi e a Planen devem ingressar com ação judicial para invalidar o resultado da licitação -, o momento é sim de comemoração. Afinal, o início da obra é esperado desde o começo deste ano.
 

Ontem, com a assinatura da ordem de serviço, a Viseu está automaticamente autorizada a iniciar os trabalhos, o que deve ser feito em janeiro.
O convênio para a implantação da Arena Multiuso de Tubarão foi oficializado com o estado no dia 3 de julho. A obra é orçada em R$ 14.339.036,00 – R$ 6 milhões do estado e R$ 8.339.036,00 do município.
 

A parte do estado será repassada em 12 parcelas de R$ 500 mil. Na última semana, o primeiro milhão para a obra foi depositado na conta da prefeitura. Na verdade, R$ 1,8 milhão. A parte da prefeitura será buscada junto ao Ministério dos Esporte, no próximo ano.