Amanda Menger
Tubarão

A notícia sobre a definição do terreno onde será construído o novo Presídio Regional de Tubarão não foi bem digerida pelos moradores do bairro Congonhas. Antes mesmo de ser anunciada a decisão, a comunidade já tinha organizado um abaixo-assinado e encaminhado à câmara de vereadores.

Os moradores voltaram a se reunir e passaram um novo abaixo-assinado, agora com o dobro de signatários (200), e decidiram realizar uma passeata. O protesto está marcado para as 9 horas deste sábado, com saída da pracinha do bairro em direção ao centro de Tubarão.

“A nossa intenção é chamar a intenção da população para este verdadeiro ‘presente de grego’ que querem nos dar. Podemos até perder esta queda de braço, mas não será sem briga”, justifica um dos organizadores da passeata, o auxiliar de enfermagem Jaimor Paes Vieira.

O novo abaixo-assinado será entregue ao governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) em sua visita a Tubarão, na próxima segunda-feira. “Vamos ver se ele poderá nos receber. Queremos discutir a instalação do presídio. A população está receosa”, argumenta.