Dois postulantes disputam o cargo à prefeitura de Braço do Norte
Dois postulantes disputam o cargo à prefeitura de Braço do Norte

Braço do Norte

Uma das pesquisas mais aguardadas e de maior credibilidade na região, contratada pelo Notisul e executada pelo IPC, que envolve, neste primeiro trabalho, os candidatos à prefeitura de Braço do Norte, Ademir da Silva Matos (PMDB) e Beto Kuerten Marcelino (PSD) – ordem alfabética -, será divulgada na página 3 do periódico tubaronense na edição deste fim de semana. Moradores de todos os bairros do município, que é o quarto maior em número de habitantes na Região Metropolitana de Tubarão, com 32.209 (IBGE-2016), foram ouvidos. No total, a cidade tem cerca de 23 mil eleitores, um dos maiores coeficientes de Santa Catarina.
A pesquisa quantitativa de intenção de voto será parcialmente divulgada na Fan Page do Notisul e no site do jornal a partir do início da madrugada deste sábado, principalmente a pergunta da Estimulada, a qual questionou os eleitores da seguinte forma: Se as eleições para prefeito e vice-prefeito de Braço do Norte fossem hoje, e os candidatos sendo estes (nomes citados acima), em qual chapa você votaria? A pesquisa foi devidamente registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
A Capital do Vale, como é conhecida, tem indicadores promissores na área econômica e social. O Índice de Desenvolvimento Humano é considerado alto: 0,778; e o Produto Interno Bruto (PIB) é de R$ 768 milhões.
Além desta, mais três pesquisas já foram contratadas pelo Notisul na região, todas em parceria com o IPC. Nos próximos fins de semana, eleitores terão a oportunidade de acompanhar como anda a intenção de votos nos municípios de Capivari de Baixo e Tubarão, que terá duas avaliações divulgadas.
As eleições municipais estão agendadas para o próximo dia 2. Faltam três semanas. Neste pleito, uma das principais mudanças diz respeito ao tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto de 2016. O período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído, de 45 para 35 dias, tendo início em 26 de agosto e encerramento no dia 29 de setembro, em primeiro turno. Não há possibilidade de returno nas cidades da região.