Tubarão

Uma das simbologias mais identificadas de Tubarão será restaurada a partir de segunda-feira. O monumento da locomotiva, às margens da avenida Marcolino Martins Cabral, no Centro, receberá obras de restauração e preservação após a liberação enviada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Dnit à Ferrovia Tereza Cristina. Estima-se que R$ 300 mil sejam investidos para elaboração desta melhoria, entre reforma da máquina e cobertura. “É importante que seja feita essa recuperação, porque a locomotiva é nosso cartão-postal, ela é a alma da cidade”, ressalta o presidente do museu ferroviário, José Warmuth.

Nesta sexta-feira foi instalado o tapume ao redor da estrutura, para que na segunda a equipe designada pela FTC possa dar início à limpeza da locomotiva. Nessa primeira etapa serão retiradas as partes metálicas e as tubulações que estão comprometidas para, em seguida, iniciar a substituição. Uma nova pintura também será atribuída. “Nossa intenção é que até o Natal ela já esteja pronta e iluminada para fazer parte da decoração”, projeta o gerente de patrimônio da FTC, Gilberto Machado.

A prefeitura de Tubarão, Ferrovia Tereza Cristina, o curso de arquitetura e urbanismo da Unisul e Museu Ferroviário estão envolvidos no projeto.

Cobertura da locomotiva
Além da restauração, a FTC também será responsável pela construção da cobertura da locomotiva, que protegerá a estrutura contra as ações do tempo. Estima-se que essa construção seja iniciada no 1º trimestre do próximo ano. “Sem a cobertura, após a restauração da locomotiva o processo de deterioração começa em dois ou três anos. Com ela, esperamos que dure por até oito anos”, prospecta Gilberto.

Praça Tereza Cristina
Durante a reunião, a pauta também girou em torno do projeto de construção da intitulada “Praça Tereza Cristina”. Em seu planejamento atual, feito pelo arquiteto e urbanista Rodrigo Althoff, juntamente a alunos e o escritório modelo, a praça será um ambiente de encontros e lazer.