Amanda Menger
Tubarão

Esta semana é decisiva para as eleições municipais de outubro. Os partidos têm até a próxima segunda-feira para realizar as convenções. Na esteira das definições, o Democratas homologou ontem à noite a coligação com o PMDB, indicando o candidato a vice-prefeito de Tubarão. Além disso, os membros do diretório definiram a nominata dos candidatos a vereador.

Para o presidente do partido, Dalton Marcon, a coligação proporcional ainda não está decidida. “Preferimos deixar em aberto, porque estamos discutindo com outras siglas e dependemos também das conversas encabeçadas pelo PMDB, que realiza a sua convenção no próximo domingo”, argumenta.

Entre as possíveis parcerias, estão: PTB, PSB, PSL e PTC. “Depois que estiver decidido como será a coligação proporcional, chamaremos os 15 indicados a vereador e veremos quais pessoas estão dispostas a ceder a vez”, explica o presidente do DEM.

Durante a convenção, vários filiados aproveitaram a oportunidade para desabafar em virtude da saída de dez pessoas do partido na última semana, encabeçada pelo secretário de cultura, esporte e turismo da prefeitura, Felipe Felisbino. “Tenho certeza que estamos unidos e vamos resolver as desavenças durante a campanha. O Democratas não está rachado”, garante Dalton.

O pré-candidato a vice-prefeito, Irmoto Feuerschuette, afirma que o partido está unido. “Mostraremos o que podemos fazer durante a campanha. A vitória não será fácil, precisamos ter coragem e arregaçar as mangas. Sair e pedir votos de casa em casa”, solicita.