Zahyra Mattar
Tubarão

Empresários e moradores próximos à passagem inferior da antiga Feinvest, em Tubarão, deram prazo de uma semana para que a Triunfo volte aos trabalhos na obra de arte especial na BR-101. Caso contrário, prometem fechar a rodovia por duas horas como forma de protesto contra a construtora.

Além da demora, eles reclamam da quantidade de acidentes no local porque muitos motoristas confundem a pista destinada à rodovia com a antiga marginal. “Quase todos os dias tem um acidente aqui na frente. Junto à placa de sinalização, várias vezes no dia. Eles fizeram o desvio dentro do meu terreno e prometeram liberar tudo em dezembro do ano passado. Até agora, nada”, reclama o empresário Ademir Gomes Orlandi.

O superintendente sul do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit), Avani Aguiar de Sá, é solidário com os manifestantes, mas avisa: “Eles terão que ter um pouco mais de paciência. A questão financeira da Triunfo não é nenhuma novidade. Mas a prioridade no momento é a liberação do acesso sul (Morrotes) e do principal (Posto Fera). De qualquer forma, não tiro a razão dos manifestantes. É uma obra que já deveria estar pronta e o ritmo é mesmo lento demais”, reconhece o engenheiro.

O superintendente também confirma que, caso não tenha mais jeito, o Dnit não descarta tomar atitudes mais drásticas, entre elas multar e até mesmo rescindir o contrato com a Triunfo. “Tentamos, ao máximo, evitar chegar neste ponto, porque isto poderá gerar um atraso ainda maior. Mas, se não houver mais jeito, poderemos fazer o preconizado no contrato, que é multar e, em último caso, rescindir o contrato”, lamenta Avani.

Passagem inferior é liberada em Laguna
Enquanto o trecho de Tubarão está com as obras praticamente paradas, em Laguna, o consórcio Blokos/Emparsanco/Araguaia, responsável pela duplicação do lote 25 (do acesso sul a Itapirubá, em Laguna, até Capivari de Baixo) parece ter mesmo resolvido seus problemas financeiros. Os trabalhos já ganharam outro ritmo. Tanto é que a passagem inferior de acesso ao núcleo de Moradia, no quilômetro 300, em Laguna, está liberada ao tráfego de veículos (foto).

Inicialmente, o trânsito está em apenas uma pista. Assim que a sinalização vertical no trecho estiver pronta, as demais serão liberadas. Isto é previsto para ocorrer nesta semana ainda. Já na passagem inferior do Estreito (no quilômetro 303, também em Laguna), são feitos trabalhos de terraplenagem e instaladas as placas de montagem dos taludes (laterais) para iniciar o aterro das cabeceiras do acesso.

Outra frente de trabalho do consórcio atua na colocação da camada asfáltica sobre a passagem inferior de acesso a praia do Sol (quilômetro 305). A meta é entregar todas as obras entre o quilômetro 300 ao quilômetro 308 ainda este ano.

Também é feita a terraplenagem e trabalhos nas obras de arte especiais entre o quilômetro 319 ao quilômetro 325, em Laguna, e entre o acesso a Capivari de Baixo até a ponte, na divisa de Tubarão.