Tubarão

O secretário de defesa civil da prefeitura de Tubarão, José Luis Tancredo, e o ex-vice prefeito Ângelo Antônio Zabot , o Com, foram condenados a dois anos, dois meses e 20 dias de prisão pela 1ª vara criminal de Tubarão. A pena foi revertida em serviços à comunidade. A decisão foi do juiz Elleston Canali. Eles ainda podem recorrer.

Em 2001, um convênio foi firmado entre a Associação Atlética dos Funcionários da Prefeitura de Tubarão e o Tubarão Futebol Clube. Segundo a justiça, isto permitiu que os funcionários do clube usufruíssem do centro médico e social e da sede da associação, e também fizessem empréstimos em banco e descontassem na folha de pagamento.
Tancredo era o presidente da associação e Com do clube de futebol. Na época, cinco funcionários do clube fizeram um empréstimo de R$ 65 mil. Segundo a ação, as três primeiras prestações foram pagas com descontos em folha. As seguintes foram cobertas com dinheiro da associação.

Posteriormente, foi utilizado verba da prefeitura que era direcionada ao clube para cumprir o desfalque, de acordo com o juiz Elleston. Ambos terão que pagar 21 dias de multa, cujo valor ainda será calculado. Nos serviços comunitários, é contabilizada uma hora de trabalho por dia. Também terá uma outra multa no valor de um salário mínimo (R$ 545,00).
Tancredo reafirmou que é inocente e a condenação é injusta. A sentença ainda não foi publicada no Diário Oficial. Por telefone, o Notisul tentou contato com Com, mas não obteve êxito.