Tubarão

A coleta de lixo ou resíduos nas cidades é um serviço público de fundamental importância para a saúde e controle de doenças. Esse trabalho fica a cargo das prefeituras ou de empresas especializadas contratadas para essa finalidade.  

O recolhimento desses resíduos é executado em Tubarão pela empresa Retrans Limpeza Urbana Ltda. Nos últimos dias, circulou informações de que a prefeitura estaria devendo milhões à empresa que poderia paralisar os serviços em função do débito. 

A reportagem entrou em contato com o gerente da Retrans em Tubarão, que confirmou a existência da dívida, mas descartou a possibilidade de paralisação do serviço. “Existe uma dívida considerável de alguns meses por parte da prefeitura de Tubarão e um valor menor da prefeitura de Gravatal. Mas a princípio não há possibilidade de pararmos os serviços. A empresa mantém seu funcionamento”, afirmou o gerente da Retrans de Tubarão, Cláudio Nunes. 

A prefeitura da Cidade Azul confirmou o débito e informou que está sendo quitado. “Com relação à Retrans, o município confirma que há débitos, mas informa que tem mantido contato com a empresa e quitou, nesta semana, parte deste débito”, explicou a assessoria de imprensa.

Em Gravatal, dívida também será quitada
O prefeito de Gravatal, Jorge Leonardo Nesi, explicou que o pagamento à empresa apresenta alguns meses de atraso, mas está sendo quitado conforme o saldo das taxas e impostos feitos pela população. “Vimos relatos na mídia divulgando valores, mas até o momento a empresa não se manifestou cobrando o atraso que acontece com a baixa arrecadação do município. Os serviços de coleta estão em dia. Estamos reduzindo custos para até o fim do ano quitar as dividas do executivo”, detalhou o prefeito.