Carolina Carradore
Tubarão

Mesmo contra a vontade do Sindicato dos Comerciários de Tubarão, os lojistas abrirão as portas em horários especial amanhã e sábado, véspera do Dia dos Pais. Amanhã, as lojas ficarão abertas até às 22 horas e no sábado, até às 17 horas. Para o consumidor, o tempo maior para escolher do presente dos pais é bem-vindo.

Mas a notícia não agrada a classe comerciária. A presidenta do sindicato da categoria, Elizandra Rodrigues Anselmo, orienta os funcionários a não excederem as duas horas extras determinadas por lei. “Também pedimos aos trabalhadores para não aceitarem alteração de jornada, pois só desta forma podemos negociar um horário melhor para todos”, ressalta Elizandra.

Contudo, segundo informação do presidente do Sindicatos dos Lojistas (Sindilojas), José Batista Masiero, haverá sistema de revezamento no horário dos trabalhadores. “O funcionário quer trabalhar e ganhar mais”, opina Masiero.
A luta do sindicato dos trabalhadores agora é para manter o horário de Natal usado em anos anterior. Por determinação do Sindilojas, a partir de 3 de dezembro deste ano, o comércio passa a ficar aberto até às 22 horas. O horário diferenciado estende-se até dia 24, véspera do Natal.

“Esse horário não dá certo. Muitos comerciantes não pagam hora extra e nem as comissões dos funcionários. Queremos um trabalho digno em Tubarão”, dispara Elizandra. Já Masiero rebate e garante que todos os comerciários trabalharam com sistema de folga de duas horas e terão todos os seus direitos garantidos por lei pagos.

Revolta
A decisão da Justiça do Trabalho de Araranguá que regulamentou o Piso Estadual de Salários estipulado em R$ 647,00, trouxe um sentimento de revolta para a presidente do Sindicato dos Comerciários, Elizandra Rodrigues Anselmo. “Entramos com a mesma ação em Tubarão e perdemos. Agora esperamos entramos com recurso no Tribunal de Justiça e esperamos o resultado”, explica. Segundo ela, 78 processos foram abertos contra as lojas de Tubarão e 20 delas ainda não pagam o piso salarial aos funcionários.

Movimento deve aumentar

O frio dos últimos dias tem espantado o consumidor no comércio. De qualquer forma, o setor segue otimista para os próximos dias. É esperado um movimento maior amanhã, quando as portas ficam abertas até às 22 horas, e no sábado, véspera do Dia dos Pais, quando o horário também será estendido. Ontem, alguns consumidores encararam o frio para pesquisar um mimo para os pais.

É o caso das estudantes Amanda Leal e Zaida Menegaz. As opções das duas serão relógios ou carteiras. “Além do presente, o que mais conta é demonstrar o carinho que sentimos por eles. Hoje estou só de olho. Volto para comprar somente no sábado”, antecipa Zaida.