Prainha do Farol continua com esgoto indo direto à área dos banhistas  - Foto:Divulgação/Notisul
Prainha do Farol continua com esgoto indo direto à área dos banhistas - Foto:Divulgação/Notisul

Letícia Matos
Laguna

Com a proximidade da temporada de verão, um número é alarmante: 63 pontos são impróprios para banho em toda Santa Catarina dos 211 existentes. O primeiro relatório de balneabilidade das praias foi divulgado pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma), nesta sexta-feira.

Na região sul, Laguna costuma apresentar locais não indicados. Neste relatório não foi diferente, a Prainha do Farol de Santa Marta, um ponto logo na entrada da praia está no relatório de forma negativa. As atenções, agora, são redobradas, especialmente no período de veraneio, época em que as praias recebem um número muito superior de turistas e a falta de estrutura adequada ainda é visível. 

“Muitos fatores podem influenciar essa mudança, de chuvas a aumento de resíduos. O ideal é que o banhista procure saber o histórico daquele ponto, se esteve mais vezes próprio ou impróprio e isso pode ser feito no site da Fatma ou pelo aplicativo Natureza Interativa”, explica o responsável técnico da fundação, Marlon Daniel da Silva. 

Na região são coletadas as amostras nas praias de Garopaba, Imbituba, Jaguaruna e Laguna.

Como é feito
Para fazer o relatório, a Fatma conta com a ajuda do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina que coleta as amostras. Para dizer se um ponto é próprio ou não, é necessário comparar os resultados das análises feitas em amostras, coletadas cinco vezes consecutivas. O fator analisado é a presença da bactéria Escherichia Coli, presente em fezes de animais e humanos e que pode causar doenças, além de indicar a possibilidade de outros organismos que podem prejudicar a saúde do banhista. Quando em 80% das análises, a quantidade de bactérias ficou inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio.

Aplicativo
O site da Fatma pode ser acessado no www.fatma.sc.gov.br e o aplicativo Natureza Interativa está disponível para Android.