Da central, no batalhão da Polícia Militar no bairro São João, as imagens são monitoradas em tempo real  -  Fotos:Divulgação/Notisul
Da central, no batalhão da Polícia Militar no bairro São João, as imagens são monitoradas em tempo real - Fotos:Divulgação/Notisul

Mirna Graciela
Tubarão

A ampliação do número das câmeras em Tubarão é muito aguardada. O sistema de videomonitoramentofoi inaugurado em setembro de 2012, com a instalação de oito equipamentos na parte central da cidade e a implantação da Central Regional de Emergência (CRE) no 5º Batalhão de Polícia Militar, no bairro São João. Do local, são monitoradas as imagens captadas.

Desde que isto ocorreu, espera-se pela ampliação, já que o projeto foi viabilizado para comportar uma estrutura de 20 equipamentos. Mais de três anos se passaram e a expectativa é de que até dezembro este aumento ocorra. Por que até o fim do ano?Porque as novas câmeras foram adquiridas – estão guardadas na sede do batalhão – e os postes nos locais que receberão os equipamentos instalados recentemente.

Porém, talvez, a população não veja isso virar realidade neste ano, pois a colocação das câmeras é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), que segue um cronograma de instalação definido nos convênios com as cidades de Santa Catarina, por meio do projeto Bem-te-vi. “Estamos nos empenhando muito para os trabalhos serem feitos em Tubarão até o fim do ano. Mas, temos que cumprir um planejamento. Neste momento, os serviços são realizados em Joinville. Foram três semanas de chuvas, o que gerou ainda mais atraso, é um efeito cascata”, explicou o tenente-coronel Sérgio André Maliceski, da gerência de videomonitoramento da SSP, na última sexta-feira. Conforme ele, não há realmente como repassar uma data de quando a ampliação na Cidade Azul ocorrerá.

Em que fase está o processo?
Desde que as câmeras foram implantadas e a CRE inaugurada, a ampliação do sistema de videomonitoramento ficou somente na teoria. Na prática, neste ano é que começou a vingar.
Segundo o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Tubarão, tenente-coronel Giovani Silveira do Livramento, o processo esteve bem mais distante. “As câmeras estão no batalhão, os postes que acomodarão os equipamentos foram instalados, assim como a energia elétrica. A parte de cabeamento de fibra óptica, que permite a transmissão das imagens para a central, será rápida, pois a estrutura já existe. Dependemos realmente do governo do estado para a colocação das novas câmeras, esta atribuição é da SSP”, afirma o comandante. “Quando a equipe da secretaria instalar as câmeras em Tubarão, isto também ocorrerá em outras cidades do sul que aguardam, como Capivari de Baixo e Criciúma”, detalha o comandante. Conforme ele, os técnicos vão aproveitar para fazer um trabalho conjunto. As câmeras existentes na Cidade Azul estão localizadas na parte central e, com a ampliação, serão mais 12,e outros bairros passarão a ser monitorados.


Conforme o comandante Giovani Silveira do Livramento, as câmeras auxiliam a Polícia Militar no controle do trânsito e na redução da criminalidade. “São importantes aliadas no aumento da nossa área de atuação e agilizam as investigações com a identificação de criminosos”

Os investimentos para a ampliação
•Recursos da SSP – R$ 136 mil
•Recursos do município: R$ 92 mil (R$ 60 mil de empresários e R$ 32 mil do poder público)

As câmeras existentes e o monitoramento
Hoje, são oito equipamentos distribuídos no centro da cidade.A pista de skate, o calçadão, a rua do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), a esquina do Banco do Brasil (subida para a Catedral), o Cestão, a rótula da antiga rodoviária e o Posto de Combustíveis Nestorini são locais visualizados pelas câmeras. Da CRE, os agentes têm em tempo real as imagens captadas. Quando flagramum delito, uma viatura é encaminhada ao respectivo lugar. Cada câmera gira em 360 graus e permite monitorar até cinco ângulos.

Na região
Além de Tubarão, o sistema de videomonitoramento existe em Garopaba, Imbituba, Laguna e Capivari de Baixo. No vale, estão Braço do Norte e São Ludgero. Algumas destas também esperam pela ampliação, conforme convênios com a SSP. 

O que é o Bem-te-vi?
É um programa da SSP, que tem objetivo de ampliar a utilização do sistema de videomonitoramento das cidades catarinenses, com atuação em três pilares: prevenção, combate ao crime e investigação. O nome faz alusão ao pássaro que costuma fazer barulho quando presencia algo de anormal em seu território e à etimologia das palavras, que podem ter também sentido de vigilância, ao serem lidas “te vi bem”.

Onde serão implantadas as novas câmeras
1.
Rua Silvio Cargnin com a Avenida Marechal Deodoro (Rótula da Ponte do Morrotes)
2. Rua Silvio Búrigo – Bairro Monte Castelo
3. Rua Altamiro Guimarães com a Rua Laguna – Praça do bairro Oficinas
4. Rua Pedro Zapellini com a Rua Prudente de Morais – Descida do Morro do Canudo (Posto de combustíveis)
5. Avenida Marcolino Martins Cabral (esquina do Posto Premier)
6. Rua Lauro Müller na esquina com a Rua São Luiz (Farol Shopping)
7. Avenida Marcolino Martins Cabral com a Rua Chile (Rótula da Ponte do Quartel)
8. Avenida Expedicionário José Pedro Coelho com a Avenida Presidente Tancredo Neves (Posto Disney)
9. Avenida Patrício Lima com a rua Anastácio Teófilo Teixeira – Humaitá (Banco do Brasil) 
10. Avenida Padre Geraldo Spettmann com a rua Simeão Esmeraldino de Menezes (Rodoviária)
11. Rua Simeão Esmeraldino de Menezes com a rua Padre Dionísio da Cunha Laudt (Shopping Unisul)
12. Rua Rui Barbosa com Pedro Zapellini (Esquina do campo do Hercílio)