Amanda Menger
Tubarão

No Brasil inteiro, 102 mil postos de trabalho foram fechados em janeiro. O número é considerado o segundo pior desde 1996, quando os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho começaram a ser analisados. Em Santa Catarina, a realidade foi diferente: foram criadas 6.407 vagas. Em Tubarão, foram 136 novos postos de trabalho, em Imbituba 92 e em Laguna, 87.

Os bons resultados podem ser considerados como reflexos das obras realizadas na região, como a duplicação da BR-101 e do Porto de Imbituba, mas também pelos investimentos de empresas como a Saint Gobain (proprietária da Tecnocola), que só no ano passado investiu R$ 1 milhão na estrutura da fábrica.
Nos próximos meses, os números também devem ser positivos. A própria Tecnocola deve contratar mais funcionários, para poder dobrar o turno de produção. Outras 150 vagas estão previstas com a instalação do supermercado Nacional, da rede Wal-Mart, no Farol Shopping.

Em Tubarão, por exemplo, o setor com mais oportunidades foi o de serviços, com 97 vagas. Nesta área estão englobados profissionais como médicos, advogados, eletricistas, carpinteiros, mecânicos, entre outros. Este foi o setor que mais cresceu em Laguna: criou 48 vagas; em Imbituba o primeiro lugar no ranking foi a indústria de serviços de utilidade pública (como energia, água, saneamento), com 68 vagas, a sua maioria ligada às obras de infraestrutura portuária.
O ramo que mais ‘encolheu’ em janeiro em Tubarão foi o comércio, com o fechamento de 36 postos de trabalho. Em Imbituba, a maior parte das demissões foi na indústria de transformação, com menos 21 empregos. Já em Laguna, foram sete empregos a menos na construção civil.

Crescimento
Na comparação com 2008, o número de empregos gerados é maior. Em Tubarão, foram criados praticamente seis vezes mais vagas: pulou de 24 postos para 136. Em Imbituba o crescimento é ainda maior: passou de dez para 92 empregos. Em Laguna, a diferença não foi tão grande, de 78 vagas criadas em janeiro de 2008 para 87 neste ano.