Karen Novochadlo
Tubarão

O município de Tubarão está entre os 13 maiores de Santa Catarina em termos populacionais, conforme os dados oficiais do Censo 2010 anunciados ontem. Em 2000, a cidade ocupava a 11ª posição. Balneário Camboriú e Brusque ultrapassaram a Cidade Azul no número de habitantes. Gravatal, Pedras Grandes, Imaruí e São Martinho também tiveram redução populacional neste censo, no comparativo com o de 2000.

Em contrapartida, Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Grão-Pará, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Orleans registraram um aumento expressivo. Em Armazém, a oferta de empregos manteve o crescimento. Conforme a coordenadora do Censo 2010 em 12 municípios da região, Mariangela Ribeiro Brelinger, a suinocultura e a instalação de indústrias do setor têxtil foram dois dos principais pontos que evitaram o êxodo.

Em Capivari de Baixo, a indústria também ajudou o município a crescer em relação ao número de habitantes. Imbituba ultrapassou os 40 mil habitantes. Contudo, a indefinição dos limites do município pode fazer este número elevar ou diminuir.

Um processo, movido pela prefeitura de Imbituba, contesta os limites atuais determinados pelo estado. A decisão da justiça federal poderá afetará os resultados das cidades vizinhas: Laguna e Garopaba. A população de Laguna aumentou nos últimos anos. Entretanto, com a emancipação de Pescaria Brava, poderá haver redução.

População rural e urbana
Em nove municípios da microrregião de Tubarão, a população rural é maior que a urbana. Treze de Maio é o mais equilibrado em termos populacionais, enquanto Armazém inverteu o resultado do censo anterior: em 2000 eram 2.625 pessoas na zona urbana. Hoje são 4.871.

Conforme a coordenadora do Censo 2010 em 12 municípios da região, Mariangela Ribeiro Brelinger, as características rurais não existem em algumas localidades.

É o caso de Capivari de Baixo, Tubarão e Gravatal, onde as comunidades não vivem mais, necessariamente, da agricultura, por exemplo. Jaguaruna aumentou em termos populacionais, principalmente no perímetro urbano. Todo os 40 quilômetros de extensão no litoral são considerados zona urbana.

Habitantes na zona rural de Imbituba
Não existe população rural em Imbituba. Uma lei municipal determinou que todo perímetro da cidade é considerado zona urbana. As propriedade agrícolas ou de agropecuária, a maioria localizadas próximas ao Rio D’una, pagam IPTU diferenciado pelo uso da terra. Ainda sim são consideradas zonas urbanas.

Ranking populacional do estado
Posição Município
13º Tubarão
27º Laguna
32º Imbituba
42º Braço do Norte
56º Capivari de Baixo
57º Orleans
64º Garopaba
68º Jaguaruna
101º Imaruí
103° São Ludgero
107º Gravatal
114º Sangão
144° Armazém
158º Treze de Maio
168º Grão-Pará
199º Rio Fortuna
210º Pedras Grandes
235º São Martinho
279º Santa Rosa de Lima