Amanda Menger
Tubarão

A uma semana do Carnaval, as escolas de samba de Tubarão estão afinando os últimos detalhes. Os sambas enredos estão prontos e os ensaios começaram. As fantasias são confeccionadas por algumas comunidades, outras serão compradas prontas. Segundo o professor Marcílio Alano, da Unidos da Toca, a parte principal será realizada na próxima semana. “Nos dias anteriores ao desfile é que o trabalho fica mais intenso, isso porque boa parte das fantasias vêm do Rio e São Paulo devido ao custo”, relata.

Mas uma dúvida persiste: quando os recursos ainda serão liberados? Em entrevista ao jornalista Ênio Batista, na rádio Bandeirantes, os presidentes das entidades mostraram-se receosos com relação às verbas. Alguns chegaram a dizer que poderiam não desfilar se o dinheiro não chegasse na próxima semana. O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Tubarão (Liest), Miguel Herdy, acredita não haverá problemas. “Não foi definida uma data, mas os R$ 100 mil foram garantidos pelo governo do estado”, esclarece.

O gerente de cultura, esporte e turismo, da secretaria de desenvolvimento regional em Tubarão, Moisés de Andrade, diz que os pagamentos foram acertados diretamente com a secretaria estadual. “Nós só encaminhamos o projeto que foi aprovado nos comitês temáticos e no conselho de desenvolvimento”, afirma. Inicialmente, a Liest recebeu uma carta para captação de crédito no valor de R$ 100 mil, mas foi dispensada pelo governo estadual que vai repassar os recursos pelo Funturismo.

O secretário estadual de turismo, Gilmar Knaesel, confirmou a vinda de recursos está garantida. “Vamos enviar o dinheiro nesta segunda-feira, assim como vamos mandar para outras regiões do estado as cartas de crédito”, esclarece. Segundo Knasel, os foliões podem ficar tranqüilos. “Não faltará verba para o Carnaval de Tubarão, aliás, pretendo passar por aí”, garantiu.