Mirna Graciela
Tubarão

A lei que altera o regime jurídico da Guarda Municipal de Tubarão, de celetista para estatutário, será sancionada pelo prefeito interino, Pepê Collaço, amanhã, às 18 horas, na secretaria de segurança e patrimônio da prefeitura.
O projeto foi aprovado por unanimidade na última segunda-feira, na câmara de vereadores. Este era o último requisito que faltava para a Polícia Federal expedir o porte de armas aos servidores. “No início da semana, irei a Florianópolis protocolar a documentação. Daí, saberemos os próximos passos. Não temos como dar uma previsão certa, mas está perto de nossos guardas usarem as armas”, afirmou o secretário de segurança e patrimônio da prefeitura, Carlos Eduardo de Bona Portão, o Preto.

A expectativa é que, após esta etapa, uma vistoria seja programada pela Polícia Federal para analisar as instalações físicas da secretaria. Algumas adaptações são feitas, como medidas de proteção. Um dos ambientes foi transformado em sala-cofre (para armazenar armas e munições), o muro é reformado, pois será mais alto e, futuramente, a intenção é instalar câmeras de monitoramento.
Quanto às armas, alguns procedimentos serão tomados. “Iremos cautelar as armas e elas permanecerão sob os cuidados e manutenção de cada um, a exemplo dos coletes balísticos”, informou o secretário.