Escola nunca teve uma quadra para atividades esportivas. - Foto: Jailson Vieira/Banco de imagens/Notisul.
Escola nunca teve uma quadra para atividades esportivas. - Foto: Jailson Vieira/Banco de imagens/Notisul.

Jailson Vieira
Tubarão

Pais, professores e funcionários da Escola Municipal João Hilário Mello, no Sertão dos Corrêas, em Tubarão, cansados de esperar há mais de 20 anos por uma iniciativa efetiva dos gestores da cidade, arregaçaram as mangas e tomaram uma iniciativa: realizar uma ação beneficente para comprar um terreno em frente à unidade para a construção de uma quadra poliesportiva. A escola foi inaugurada em julho de 1991.

Atualmente, os estudantes realizam suas atividades de educação física em um campo que fica há cerca de 200 metros, entretanto, o perigo é constante já que é necessário atravessar uma via onde trafegam ônibus e caminhões a todo o momento. Enquanto o terreno não é adquirido, pais e professores salientam que ao menos uma passarela entre a escola e o campo deveria ser feita para a segurança dos alunos.

De acordo com a ex-aluna e agora mãe de uma menina das séries finais do ensino fundamental, Ednéia Bittencourt, a expectativa é que um bom número de pessoas possa contribuir e ajudar os mais de 270 alunos de sete comunidades que frequentam a escola. “Nós, pais, professores e funcionários resolvemos, em assembleia, que tínhamos que concretizar mais este sonho dos nossos estudantes. Depois de 20 anos, o proprietário do terreno se exauriu e resolveu colocar à venda o imóvel, mas irá nos esperar mais um pouco, por isso estamos confiantes que conseguiremos obter o montante”, explica Ednéia.

Em 2004, um Projeto de Lei de autoria do poder executivo autorizava o município a adquirir a área de terra de propriedade de Salésio Menegaz Corrêa, para ampliação da escola. Na época, foram destinados pelo departamento contábil da prefeitura para a aquisição do imóvel a quantia de R$ 23.293,53. Entretanto, esses valores não foram entregues ao proprietário do terreno, à época. Agora, o terreno vale cerca de R$ 150 mil.