O pastor Nilton Lindenau Pooch, 50 anos, nasceu na cidade de Tapes, no Rio Grande do Sul. Ele concluiu a faculdade de teologia pelo Seminário Concórdia de São Leopoldo, também no estado gaúcho, em 1990. Neste ano, foi chamado pela Comunidade Evangélica Luterana de Tubarão para desenvolver o trabalho missionário na cidade. Hoje, paralelamente ao seu trabalho na igreja, atua como advogado, profissão que exerce há cinco anos em Tubarão. O pastor Nilton é casado, tem dois filhos, uma adolescente de 15 anos e uma jovem de 19.

 
 
Mirna Graciela
Tubarão
 
Notisul – Como surgiu a igreja luterana no Brasil?
Nilton – A Igreja Evangélica Luterana do Brasil iniciou seus trabalhos no ano de 1900, com a vinda do Pastor Christian J. Broders, um missionário da Igreja Luterana – Sinodo de Missouri. Ele foi enviado dos Estados Unidos para atender a um pedido de luteranos que tinham chegado da Alemanha e estavam sem atendimento espiritual. No dia 1º de julho de 1900 foi fundada a primeira Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), que foi a Comunidade Evangélica Luterana de São João, no município de Morro Redondo, no Rio Grande do Sul. Tudo começou no sul do Brasil e reuniu inicialmente os luteranos alemães que lá viviam. Depois, se espalhou por todo o país. Hoje, existe em todos os estados. São cerca de 1,5 mil congregações que reúnem mais de 200 mil pessoas.
 
Notisul – Como nasceu o movimento em Tubarão?
Nilton – Teve início em 1974, na casa de algumas pessoas luteranas, as quais eram atendidas por um pastor que vinha de Florianópolis. Em 1981 foi construído um lugar para celebrar os cultos e acomodar as pessoas. Este ponto fica na rua José Evaristo Fogaça, no bairro Vila Moema.
 
Notisul – Qual é o papel da igreja para a sociedade?
Nilton – Cremos que o papel fundamental da igreja é levar a grande notícia de que Deus ama a todos e que esse sentimento deve ser vivido no dia a dia entre as pessoas. É à igreja que foi dada a missão de espalhar esta notícia maravilhosa, do amor de Deus. Ela é promotora de valores objetivos, considerados essenciais e prioritários à sociedade, como a dimensão espiritual, a paz, a justiça, a afirmação da dignidade da humana, a valorização da família como célula base da sociedade, e a construção de modelos de desenvolvimento em que todos os cidadãos possam ser tratados com igualdade. A missão da igreja é anunciar o amor de Deus e contribuir para a construção de uma sociedade pacífica, pois fé verdadeira transforma o ódio em amor. A igreja é portadora de uma mensagem que é capaz de transformar o mundo.
 
Notisul – Quando se fala em religião, o casamento está acima de quase tudo. É difícil manter a esta instituição nos dias atuias?
Nilton – O casamento foi instituído por Deus. Bem no início, diz a Bíblia. O homem e a mulher se tornam uma só pessoa. Um ato de amor entre o casal dá início a uma família, que é a base da sociedade. É lá que aprendemos os valores que vão nos acompanhar por toda a vida. A personalidade e a estrutura da pessoa são moldados no seio da família.
 
Notisul – Existe vida após a morte?
Nilton – A Bíblia ensina que existe vida após a morte, ela nos diz que o corpo, separado da alma pela morte física, será ressuscitado no dia de derradeiro e tornará a se unir à alma. E a todos os que crêem em Cristo será dada a vida eterna no céu, junto com Deus, e os que não crêem serão afastados eternamente de sua presença, irão para o inferno.
 
Notisul – E isso não é injusto, vindo de Deus, que é pai, que nunca quer o mal de um filho?
Nilton – Deus deu ao homem o livre arbítrio. Ele ama todas as pessoas, não quer o mal de nenhuma de suas criaturas. Ele não tem prazer em condenar. O convite é estendido a todos, pois quer fazer parte da vida de cada um de nós, mas nem todas as pessoas querem a sua presença, rejeitam a companhia de Deus. Ninguém é constrangido a segui-lo, ele deixa o caminho livre. Se a pessoa não quis estar ao lado de Deus aqui, na eternidade as portas do céu se fecharão.
 
Notisul – Então, qual é o conceito de céu e inferno?
Nilton – O céu é um lugar onde as pessoas que acreditam em Deus vão viver e o inferno é onde Deus preparou para o Diabo, seus anjos e aqueles que não seguirem a sua vontade. Segundo a Bíblia, a oportunidade de cada um mudar a sua situação é agora. Nós vivemos nesse mundo para nos prepararmos para uma vida futura na eternidade.
 
Notisul – Como a religião define temas como aborto, pena de morte e homossexualismo?
Nilton – A vida é um dom de Deus. Nenhum ser humano tem o direito de tirar a vida de outro. Cremos que ela começa na concepção. Para Deus, cada vida é precisa. Quanto ao homossexualismo, nossa igreja está estabelecida num país onde há liberdade de viver, se expressar e agir conforme a decisão ou vontade de cada um. Assim, a opção sexual faz parte dessa liberdade. Por outro lado, a igreja também entende da liberdade de discordar e não aceitar em seu meio uma união homossexual, por esta ferir os princípios da Bíblia Sagrada. Faz parte da sua liberdade e não lhe pode ser cerceada, pois fere a Constituição Federal.   A igreja repudia qualquer forma de discriminação. Deve estar ao lado também das pessoas de comportamento homossexual, justamente para dar apoio necessário e que possam ter a força para viver com Deus.
 
Notisul – A busca por fiéis pode representar uma mercantilização das religiões?
Nilton – Não, a igreja não visa lucros. O grande objetivo é cumprir a missão que Cristo deu aos seus discípulos “ide por todo mundo e pregai o evangelho a todas as criaturas”. A igreja capacita as pessoas para que cumpram a missão dada por ele. Todos os bens e talentos são investidos na divulgação da obra de Cristo. A igreja não pode deixar de anunciar a vitória de Cristo sobre a morte.
 
Notisul – Quem é Deus e quem é Jesus?
Nilton – Deus não é uma ideia da imaginação humana, é um ser absoluto e supremo, criador e preservador do mundo. Quanto à sua essência, ele é uno e indivisível em três pessoas distintas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.  Quanto a seus atributos, ele é santo, justo, todo-poderoso, onisciente, onipresente, imutável, fiel, eterno. Jesus Cristo é o filho de Deus e é igual ao Pai em todos os sentidos; ele é também o filho da virgem Maria e que foi feito homem a fim de que pudesse redimir o mundo. Ele satisfez as exigências da lei divina em lugar de todos os homens, guardando os mandamentos de Deus em nosso lugar. Jesus arcou com a punição de nossos pecados sofrendo e morrendo em nosso lugar na cruz. Ele ressuscitou corporalmente dentre os mortos e hoje vive. Virá visivelmente pela segunda e última vez no fim do mundo para julgar os vivos e os mortos.
 
Notisul – O livro base de vocês é a Bíblia?
Nilton – Na Bíblia buscamos tudo o que é ensinado na igreja. A Bíblia é, em todos os seus termos, a palavra de Deus. Consequentemente, todos os fatos nela relatados são absolutamente verdadeiros. Ela não contém erros, interpreta-se a si mesma, e é a única verdade divina conhecida sobre a terra. E, deveria ser diligentemente ouvida e estudada, porque nela encontramos a salvação pela fé em Jesus Cristo.
 
Notisul – E as pessoas que não acreditam em Deus?
Nilton – Não crer em Deus é uma escolha que as pessoas fazem. Por meio da razão não conseguem encontrar uma resposta a respeito de Deus, preferem acreditar na sua inexistência. Deus é um ser supremo. Podemos observar pela natureza, que por si só não se criou. A nossa consciência diz que existe algo acima de nós que a razão humana não pode compreender. A Bíblia revela quem criou esse universo e responde todas as inquietações da nossa consciência.
 
Sua mensagem final.
Seguir os passos de Jesus e viver o amor que ele nos mostrou e ensinou. A primeira forma para isso é fazer uma maior reflexão nas palavras que se encontram na Bíblia, porque ali descobrimos o Deus revelado. Ele se mostra quem é, o que faz e qual é o caminho da humanidade aqui e no futuro.
 
Nilton por Nilton
Deus – Está acima de tudo.
Família – É a base.
Trabalho – Se constrói, dignifica a pessoa.
Passado – Nos ensina.
Presente – Nos prepara para o futuro.
Futuro – A gente colhe os frutos do presente.
 
"As coisas materiais são bênçãos dadas por Deus, são importantes, algumas necessárias em nossas vidas, mas não é tudo. O mais importante, o fundamental para nós é a parte espiritual. As coisas estão como estão, com violência, criminalidade, juventude voltada às drogas, a falta de união familiar, de amor, tudo por causa desse desapego. Tudo isto acaba ocorre porque a pessoa esquece do seu criador. Deus é amor. O ser humano esfria este lado e não encontra mais sentido em sua vida".
 
"Deus criou o homem para ser feliz, não o criou para ser triste”
 
“É muito gratificante compartilhar com as pessoas o amor de Deus”.
 
 
A série de entrevistas sobre religiões iniciou em março. Já foram abordadas entrevistas com representantes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – os Mórmons -, publicada na edição de 9 e 10 de março; Testemunha de Jeová, em 30 e 31 de março; Igreja Evangélica A Verdade que Liberta, em 20 e 21 de abril; instituição Nosso Lar em 18 e 19 de maio e a atual, da Igreja Luterana do Brasil.