Foto: Arquivo pessoal/Divulgação/Notisul
Foto: Arquivo pessoal/Divulgação/Notisul

Perfil
Roberto Kuerten Marcelino tem 34 anos. O jovem prefeito de Braço do Norte já disputou quatro eleições. Depois de ter ficado como suplente por duas oportunidades e eleito uma vez vereador, foi secretário de desenvolvimento regional, função que o credenciou para se candidatar à majoritária. O seu primeiro ano de governo é avaliado como um período de aprendizado, superação e planejamento. Apesar das dificuldades, cita o enxugamento da estrutura em mais de 20% como uma das principais conquistas. Para 2018, a expectativa é de que seja um ano de muitos investimentos.

Priscila Loch
Braço do Norte

Notisul – Como você avalia o primeiro ano de governo?​
Beto –
Foi realmente um ano de aprendizado, de superação, de conquistas e de planejamento para os próximos três anos e, principalmente, um ano em quem impomos nossa forma de administrar, que a população já conhece. Foi um ano bastante positivo, que encerramos de cabeça erguida e muito felizes pela forma que conduzimos.

Notisul – O fechamento das contas ocorreu conforme o previsto?
Beto –
Fechamos 2017 com os compromissos com nossos colaboradores em dia, com o 13º, pagamento do último mês, adiantamos as férias dos professores, algo que não aconteceu em 2016 e foi conseguido somente na metade de janeiro de 2017. Fechamos o ano com os compromissos com nossos fornecedores também em dia. Buscamos a credibilidade, a prefeitura de Braço do Norte é uma boa pagadora. Esse foi um de nossos maiores desafios e finalizamos o ano de 2017 com êxito. Tudo tranquilo e conforme planejamos durante o ano.

Notisul – Como você pegou a prefeitura e o que conseguiu colocar nos eixos?
Beto –
Pegamos a prefeitura com mais de R$ 2,5 milhões de financiamento, com precatórios, com INSS a ser colocado em dia, com as férias dos professores, que foram somente pagas em janeiro, com aproximadamente R$ 1 milhão de atraso com fornecedores, que hoje estamos em dia. Estamos dando sequência também, é claro, nos pagamentos do financiamento. Graças a Deus, conseguimos colocar em dia a situação dos fornecedores, em que a prefeitura estava pagando com cinco, seis e até sete meses em atraso. E hoje a gente leva de 20 a, no máximo, 40 dias. Essa foi a grande conquista e a grande mudança na credibilidade financeira da prefeitura de Braço do Norte.

Notisul – Enxugar a estrutura da prefeitura em 20% foi uma de suas propostas. Conseguiu atingir o objetivo?
Beto –
Enxugar a estrutura em mais de 20% foi um de nossos compromissos de campanha com a população. Graças a Deus, finalizamos o ano com a reforma administrativa aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada por mim após o meu retorno (ao cargo, após sete dias de férias sem remuneração, em dezembro). Extinguimos duas secretarias, reduzimos 20,93% dos cargos comissionados. Uma economia que será gerada nos quatro anos de R$ 2,1 milhões, um recurso importante e, principalmente, pregando a moralidade do serviço público, dando condições de trabalho. Modernizamos e reformulamos as nomenclaturas. Mesmo com a redução – nossa folha atualmente gira em torno de R$ 2,6 milhões -, conseguimos valorizar mais três funções importantes na prefeitura, que são os cargos de secretário-adjunto da Agricultura, assessoria de imprensa, como também o supervisor de iluminação pública, posto que até então não tínhamos. Realmente uma grande conquista, um grande avanço, compromisso assumido e honrado. Além da economia que será gerada, com certeza a cobrança será maior a nossos colaboradores que escolhemos para administrar Braço do Norte junto conosco. Estão todos motivados. Num ano de dificuldades, de crise em todas as prefeituras, conseguir anunciar à população que está cortando gastos – mesmo com uma coligação que formamos com oito partidos -, cortando cargos, modernizando a gestão, moralizando e também honrando os compromissos é muito gratificante. Eu e Ronaldo devemos tudo isso à nossa equipe, comprometida, que estudou durante todo o ano.

Notisul – O seu plano de governo também previa a conclusão do anel viário e recentemente o trânsito na cidade passou por mudanças importantes. A adaptação tem sido boa? E o processo do anel viário como está?
Beto –
Na verdade, o anel viário tínhamos como missão ir em busca desses recursos, não prometemos nada à população. Todas as nossas promessas de campanha já estão cumpridas. Porém, temos desafios macro, como é a questão do anel viário. Lutamos muito durante o ano para conseguir a readequação do projeto. Quando assumimos, eram necessárias mais de 84 readequações. Foram finalizadas e entregamos pessoalmente no Deinfra para a análise de toda a equipe técnica e ao presidente Wanderley Agostini. A partir de agora, após o projeto pronto e ser aprovado pelo Deinfra, vamos colocar debaixo do braço e ir em busca desses recursos, um valor audacioso, mais de R$ 20 milhões, mas que a administração estará empenhada para buscar e batalhar. É um sonho para a nossa população e, principalmente, muito importante para o desenvolvimento de Braço do Norte. Sobre o trânsito, há aproximadamente duas décadas que não tínhamos uma mudança tão significativa, tão impactante. Tomamos coragem, contamos com a ajuda da câmara técnica do DEL (Desenvolvimento Econômico Local), trouxemos as entidades e a sociedade para decidir junto conosco. Estamos investindo aproximadamente R$ 200 mil. O trânsito já foi modificado, já oferece um bom fluxo, de cidade moderna, de cidade grande. Claro que ainda continuamos a fazer adequações, sinalizações, mas foi mais um ponto positivo para a administração e principalmente para o desenvolvimento e a segurança no trânsito de Braço do Norte, visto que somos a segunda cidade mais segura de Santa Catarina com altos índices de acidentes de trânsito e agora pretendemos, ao longo dos próximos meses, reduzir esse índice e colocar Braço do Norte em um local de ainda mais destaque no quesito segurança.

Notisul – O seu vice, Ronaldo Fornazza, passou por um problema de saúde delicado em agosto. Imagino que tenha sido um baita susto para toda a sua equipe.
Beto –
Ronaldo é um grande amigo, um irmão, de uma grande experiência, que ama o que faz, um exemplo de homem público. Claro que passamos por um momento de aflição, de fé, de oração, de união, principalmente, entre toda a equipe. Graças a Deus, Ronaldo já vive outro momento, vem ainda se recuperando, é claro, mas já está com o seu estado de saúde muito melhor. A gente acompanha e torce. Passamos por um momento que buscamos essa união e isso chegou até ele, assim como a oração do povo de Braço do Norte, não somente da nossa equipe. A cada dia que passa, ele está melhor e preparado para voltar a trabalhar naquilo que ele mais gosta e estar ao lado da sua família. Isso nos deixa muito felizes.

Notisul – Qual o planejamento para 2018?
Beto –
Estamos bastante esperançosos e convictos de que será um ano ainda melhor para Braço do Norte com relação a investimentos. Possuímos 11 ruas com recursos garantidos para pavimentações. Viabilizamos um novo portal turístico de entrada. A compra de veículos está encaminhada, recursos para custear as áreas da saúde e da educação, e a volta da coleta seletiva de lixo, já no início de 2018, é um investimento que garante a retomada da sustentabilidade em Braço do Norte. Havíamos regredido nessa questão e graças a Deus estamos recuperando. Então, o ano de 2018 promete muitos investimentos e a continuidade dos compromissos da administração de enxugamento, de responsabilidade, de assiduidade nos pagamentos, como na moralidade da gestão pública. Impomos várias ações durante o ano nesse sentido, não tivemos nenhum ponto facultativo, reduzimos o número de atestados consideravelmente. Podemos destacar ainda a criação da Central do Cidadão, a ouvidoria, o atendimento ao público. Aproximamo-nos muito da população e isso foi muito importante. Por isso que 2018 será um grande ano. Estamos planejando não somente até o encerramento da nossa gestão, mas preparando a nossa cidade para daqui a dez, 20, 30 anos. Estamos em busca da tão sonhada ponte que ligará o centro de Braço do Norte à comunidade do Lado da União, dando um grande salto de desenvolvimento naquele bairro, organizando ainda mais o trânsito, dando maior fluidez. Queremos fazer uma ponte turística, se tudo der certo. Estamos à espera do Fundam, estivemos com o governador em várias oportunidades e apresentamos esse pleito importante para Braço do Norte. Estamos em busca também da inclusão de Braço do Norte no programa do governo federal Avançar Cidades, um financiamento de R$ 15 milhões que dará um grande salto no desenvolvimento e na infraestrutura do nosso município. Estamos iniciando também o trabalho da estação de tratamento de esgoto, em que 48% da população estarão contempladas. São três grandes ações macro que trarão desenvolvimento, além da volta da coleta seletiva de lixo e outros tantos investimentos que consequentemente irão acontecer. O investimento na área da educação será fundamental, como também a continuidade do programa A Fila Anda, inédito em Braço do Norte, que ganhou atenção em todo o estado, em que zeramos a fila de espera para exames uma vez por ano. Em 2017, tiramos da gaveta exames ainda do ano de 2015. A cada ano, vamos aprimorar esse investimento e ampliar o número de ações na área da saúde para nossa população.

Notisul – A Amurel está sem nenhum representante na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados, o que de certa forma reflete nos municípios. Você pretende trabalhar para melhorar esse cenário?
Beto –
A representatividade da região onde Braço do Norte se encontra precisa urgentemente ser retomada. Não somente na Assembleia Legislativa, como na Câmara Federal. Isso é preocupante e importante. Eu defendo essa bandeira e estarei totalmente à disposição para colaborar nesse sentido. Temos o compromisso de administrar Braço do Norte por mais três anos. Como sempre aconteceu na minha vida, de forma natural, a preocupação é com trabalho, é realizar e mostrar à população que temos condições de contribuir. É a população quem escolhe e no momento certo opta pelos seus representantes com maiores condições de buscar recursos, defender os interesses da coletividade, de defender os interesses das cidades da região sul do estado, para que se possa cada vez mais fortalecer, crescer, desenvolver e gerar emprego e renda. Braço do Norte hoje é a cidade que mais emprega na Amurel. Temos que trabalhar unidos e buscar em consenso o melhor nome, seja na eleição de 2018, como também em 2022, e assim sucessivamente. Estarei sempre à disposição para colaborar naquilo que for melhor para as pessoas. Um grande abraço, obrigado pela oportunidade. Que 2018 seja um ano de muita saúde, para que possamos lutar por nossos anseios, ao lado das pessoas que trabalhamos, que amamos. Força de vontade para continuar o trabalho com certeza não faltará.